Ponte faz as pazes com a vitória

A Ponte Preta, enfim, fez as pazes com a vitória no Campeonato Brasileiro ao bater o Fortaleza, por 2 a 1, neste domingo à noite, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 25.ª rodada. Desde o dia 25 de julho a equipe não vencia. Neste período, acumulou oito derrotas e um empate. "Aqui dentro mandamos nós", desabafou o experiente Galeano, capitão do time. O time campineiro subiu três posições, da 12.ª para a nona, com 37 pontos, enquanto o time cearense caiu três posições, ficando em 11.º, com 36 pontos. Disposta a acabar com o jejum de nove jogos sem vitória, a Ponte Preta adotou um sistema forte de marcação e conseguiu dominar as ações no primeiro tempo. Criou várias chances de gol, transformando o goleiro Bosco no melhor em campo. Depois de mandar duas bolas na trave, o time campineiro abriu o placar com Tico, aos 21 minutos. Ele recebeu lançamento do estreante Élson, dominou no peito e girou de perna esquerda, com força, enquanto a defesa pedia impedimento. Bosco travou ainda o segundo gol, aos 38 minutos, quando defendeu um pênalti cobrado por Danilo no canto direito.No segundo tempo, o desenho tático foi o esperado: a Ponte atrás para explorar os contra-ataques, enquanto o Fortaleza assumiu posição mais agressiva com a entrada do meia Paulo Isidoro na vaga do volante Marcelo Rosa. O time melhorou, mas não chegou com força ao ataque a ponto de ameaçar o goleiro Lauro. Com a saída do atacante Tico, machucado, a Ponte ficou sem referência no ataque e também perdeu poderio. Por isso, preferiu garantir a vitória sem se arriscar. Mas chegou ao segundo gol, aos 41 minutos, quando Everton puxou o contra-ataque e deu o passe para Izaías. Ele chutou de longe, a bola desviou no zagueiro Alan e entrou: 2 a 0. O Fortaleza diminuiu já nos acréscimos, aos 46 minutos, num pênalti cobrado por Rinaldo, após toque de mão de Rafael Ueta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.