Ponte faz mistério, mas deve ir reforçada para jogo decisivo no Sul

A possibilidade da Ponte Preta sofrer até sete baixas na partida contra o Internacional, sábado, às 17 horas, no estádio Beira Rio, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro, caiu por terra. Alguns jogadores poupados nos últimos dias treinaram nesta manhã em Campinas. Mesmo assim, o time ainda não está definido pelo técnico Felipe Moreira, que prometeu fechar os portões para o treino final, nesta sexta-feira cedo, no gramado do estádio Moisés Lucarelli.

Estadão Conteúdo

05 Novembro 2015 | 19h36

Mas parece que, aos poucos, o time vai se formando. O volante Fernando Bob e o lateral-esquerdo Gilson treinaram normalmente, sem sentir qualquer tipo de lesão ou cansaço muscular. Na lateral direita houve a troca natural de Rodinei, suspenso com três amarelos, pelo reserva Jefferson.

A principal novidade no treino desta quinta foi a presença do atacante Clayson, de apenas 20 anos, na vaga de Felipe Azevedo, praticamente vetado depois de deixar o jogo contra o Joinville com uma pancada no rosto. O novato tem treinado bem e pode ser testado, uma vez que está emprestado pelo Ituano e não teve, até agora, chance de iniciar um jogo.

De qualquer forma, o técnico Felipe Moreira preferiu adotar o mistério para este "confronto de seis pontos" porque os dois times somam os mesmos 50 pontos. O time gaúcho ocupa a sexta posição, uma na frente do time campineiro pelo número de vitórias: 14 a 13.

Mais conteúdo sobre:
futebol Ponte Preta Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.