Ponte ganha do Flamengo por 1 a 0

Se aproveitando da má fase do Flamengo, a Ponte Preta conseguiu se reabilitar dentro do Campeonato Brasileiro, já que na última rodada havia perdido por 2 a 0 para o Corinthians. O time de Campinas recebeu os cariocas no estádio Moisés Lucarelli e venceu sua 14ª partida na competição, por 1 a 0, se tornando o time com mais vitórias, ao lado do Santos. A vitória manteve a Ponte Preta na terceira colocação da competição, com 44 pontos ganhos. O Flamengo, com as vitórias de Paysandu e Botafogo, voltou à zona do rebaixamento, ficando em 22º, com 23 pontos. Apesar da vitória, o jogo não foi só de boas notícias para o técnico Nenê Santana, da Ponte. Dos sete cartões amarelos aplicados ao seu time durante a partida, cinco foram para jogadores que estavam pendurados. Assim, Luís Carlos, Weldon, Romeu, Alexandr e e Júlio César estão suspensos para o próximo jogo, contra o Goiás. Contrariando a fama da Ponte Preta quando joga em seu campo, o jogo começou aberto, com os dois times com bastante liberdade no meio de campo. A primeira chance foi do Flamengo. Whelitton tentou de cabeça e a bola passou bem perto do ângulo. A resposta dos donos da casa foi fulminante. Aos 12 minutos a bola foi alçada na área em uma cobrança de lateral, Weldon rolou para o meia da área e Júlio César desviou. O Flamengo sentiu o golpe e pouco depois do gol, Weldon teve chance clara, mas tocou por cima da meta de Lauro. O time carioca só teve boa chance em um chute mascado de Zinho, que passou ao lado do gol de Lauro. Ao término do primeiro tempo, o meia Zinho atribuiu a derrota parcial à dois fatores. "Tomar gol de lateral não pode. Além disso, o gramado aqui não é dos melhores e sabíamos que esse era o jogo da Ponte Preta, jogo truncado e gol no abafa", analisou o veterano. Ponte Preta e Flamengo retornaram dos vestiários sem alterações no time, mas em atitude, ao menos, os dois times mudaram bastante. O time de Campinas perdeu o ímpeto ofensivo, deixando o jogo um pouco nas mãos dos cariocas, que por sua vez não tinham qua lidade para finalizar com perigo. Aos 33 minutos, um lance curioso. Em disputa pela lateral do campo, a bola espirrou do campo de jogo diretamente para a genitália do assistente, que foi a nocaute. Em campo, o Flamengo tentou de todas as formas chegar ao empate, mas faltou criatividade, mesmo com Felipe terminando a partida mais adiantado do que como começou. O Flamengo já volta a jogar pelo Brasileiro no próximo sábado, quando recebe o Paraná em Volta Redonda. A Ponte Preta entra em campo no domingo, para enfrentar o Goiás no estádio Serra Dourada, em Goiânia. As duas partidas são válidas pela 26ª rodada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.