Fernando Vergara/AP
Fernando Vergara/AP

Ponte ganha motivação com Sul-Americana, diz Jorginho

Time paulista está nas quartas de final da competição internacional

Agência Estado

23 de outubro de 2013 | 20h09

CAMPINAS - Se a Ponte Preta sofreu com o desgaste físico na derrota para o Deportivo Pasto-COL, por 1 a 0, o técnico Jorginho Campos exaltou a confiança conquistada pela classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana. Agora, o treinador espera que a vaga sirva de motivação na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Principalmente, porque o clube de Campinas terá dois confrontos diretos nas próximas rodadas. No domingo, recebe o Vasco e no outro final de semana visita o Criciúma. "Se conseguirmos as vitórias podemos alcançar a 16ª posição e sair da degola", calcula o treinador.

Na próxima fase da Sul-Americana, a Ponte terá pela frente um páreo duro: o Vélez Sarsfield, da Argentina. A Conmebol ainda não confirmou as datas e horários dos jogos. A ida será em Campinas, e a volta em Buenos Aires. A expectativa é que o primeiro jogo seja disputado dia 30 de outubro e depois dia 7 de novembro. "O Velez é uma grande equipe, tradicional, sabemos da qualidade. Mas sonhar não custa nada", ressaltou Jorginho.

Antes, porém, o time foca no Vasco, que é concorrente direto no Brasileirão. Uma vitória poderia fazer os campineiros saltarem do penúltimo lugar para a 17ª posição. Hoje, a diferença é de três pontos: 33 pontos a 30.

A diretoria da Ponte trata o duelo como uma decisão. Tanto que fez mais uma promoção de ingressos, que terão preços simbólicos: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada). Os ingressos começaram a ser vendidos na manhã desta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.