Ponte inicia combate ao ?salto alto?

A desastrosa estréia do técnico Zetti no comando da Ponte Preta, ao perder para o Coritiba, por 3 a 0, pode produzir suas primeiras reações já a partir do jogo diante do Palmeiras, quarta-feira à noite, no Palestra Itália, em São Paulo, pela 1 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora não tenha falado de maneira explícita, Zetti quer seus jogadores sem salto alto para recuperar a liderança, onde o time esteve por oito rodadas consecutivas."Não sei bem se alguns jogadores tentaram resolver sozinhos. Se houve isso, vou mudar, porque futebol é coletivo", deu o recado logo após a primeira derrota do time em casa, após seis vitórias e dois empates. Ele reafirmou a disposição de não mudar o esq uema 4-5-1, mas citou a necessidade de se criar algumas alternativas, principalmente, nas jogadas ofensivas. "Estamos muito dependentes da criação do Danilo e das finalizações do Kahê, mas os adversários estão atentos aos nossos movimentos".Em princípio, o time não deve sofrer nenhuma mudança, mesmo porque a idéia é aproveitar ao máximo o conjunto e o entrosamento. No domingo, a Ponte receberá o Corinthians, no Majestoso, naquele que pode ser o confronto dos dois primeiros colocados. Mesmo com a derrota em casa, a Ponte soma 33 pontos, se mantendo na vice-liderança isolada.A segunda-feira foi mesmo mais de reflexão. Os jogadores que não participaram dos 90 minutos de jogo, treinaram fisicamente à tarde. Os reservas participaram de um jogo-treino contra o Rio Branco, de Americana, sob os olhares atentos de Zetti.O meia Gileno, de 23 anos, que era do Noroeste de Bauru, treina para recuperar a melhor forma técnica e física. Já o meia uruguaio Júlio Rodriguez, de 29 anos, pode finalmente ser confirmado como reforço nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.