Ponte já admite que vai ser difícil segurar Elias

Corinthians tem interesse no atleta e precisa apenas pagar a multa rescisória para tirá-lo do time campineiro

Redação,

16 de abril de 2008 | 20h28

Destaque da Ponte Preta no Campeonato Paulista, o meia Elias é o novo reforço do Corinthians. O jogador, de 22 anos, já tem contrato verbal com o time da capital até abril de 2012. Embora não confirme oficialmente a negociação, o supervisor técnico do time campineiro, José Luís Carbone admite que segurar o atleta é praticamente impossível. "A cláusula está ai. Não há muito o que fazer", disse, em referência a multa contratual. Para contar com o jogador, o Corinthians precisa pagar apenas a rescisão, estipulada em R$ 1,05 milhão. Principal articulador de jogadas, Elias foi o único dos destaques da Ponte a não renovar contrato no começo de março. Na ocasião ele pediu R$ 600 mil por 50% dos seus direitos federativos, mais luvas de R$ 100 mil e salários de R$ 30 mil. Não houve acordo e ficou definido entre as partes de que as negociações só irão prosseguir ao término do Paulistão. "Por isso mesmo não queremos falar sobre o assunto agora", completou Carbone, lembrando inclusive que o meia deve acompanhar o jogo semifinal em Guaratinguetá, no sábado.Elias aguarda apenas o fim do Campeonato Paulista para se apresentar ao novo clube, mesmo sem ter mais condições de atuar. Com fratura numa costela, ele desfalca a equipe no jogo decisivo deste sábado, contra o Guaratinguetá, que vale vaga à final. A previsão é que ele só volte a atuar em um mês, após, portanto o término do Paulistão.TREINOSNegociações à parte, o técnico Sérgio Guedes comandou um treino secreto nesta quarta feira no Centro de Treinamento do Jardim Eulina. Mas a novidade foi o meia Renan aparecendo como o favorito para ocupar a vaga de Elias.Ele conversou com o treinador durante um longo período após a movimentação. Por outro lado, o volante Ricardo Conceição vai mesmo ocupar a vaga de Deda, suspenso com três cartões amarelos. O time vai treinar em dois períodos nesta quinta-feira no gramado do Estádio Moisés Lucarelli e fará, sexta-feira cedo, um recreativo. Depois a delegação embarca para a cidade de Pindamonhangaba, onde a delegação ficará concentrada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.