Ponte muda a postura para vencer

O técnico Nelsinho Baptista parece ter encontrado a grande solução para problema do time da Ponte Preta quando atua fora de casa, longe de sua torcida e do estádio Moisés Lucarelli. Tudo não passaria da falta de postura positiva dos jogadores, o que ele não vai admitir mais daqui para frente, inclusive a partir do jogo contra o São Caetano, domingo, no ABC, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista da Série A-1."Estamos cobrando todo o grupo, porque é inadmissível eles não atuarem sempre com a mesma personalidade e determinação", explica o técnico que promete cobrar esta nova postura de todos. O polêmico jogador Piá é citado como referência positiva, por assumir tudo que faz. "Aceito as críticas e assumo meus acertos e erros dentro de campo", concordou Piá, que ganhou a total confiança de Nelsinho. Outro que tem conquistado rasgados elogios do técnico é o veterano Macedo, que parece ter voltado à grande forma. "Ele joga coletivamente e tem um raro senso de oportunismo", analisa Nelsinho.Todo este trabalho psicológico tem uma razão muito simples: a Ponte ainda não venceu fora de casa neste torneio. Em três jogos, perdeu dois e empatou um. Este mal já acompanha o time desde o ano passado, quando a Ponte só venceu um jogo fora de Campinas pela Copa João Havelange, derrubando o Bahia, em Salvador. Por causa disso, os jogadores continuarão sendo cobrados.O último puxão de orelhas levado pelo time funcionou bem. Depois de perder muitos gols e do excesso de preciosismo nas finalizações, diretoria e comissão técnica exigiram uma mudança de comportamento. O resultado aconteceu em campo, onde o time goleou o castanhal, por 8 a 1, e depois venceu o Santos, por 1 a 0. A Ponte vive um bom momento, tendo vencido seus últimos quatro jogos, dois pela Copa do Brasil e dois pelo estadual paulista.Para dar tranqüilidade ao grupo, Nelsinho antecipou a escalação do time. O ex-juniores Carlos Alexandre ganhou a posição de Gláucio, na lateral direita, enquanto outro ex-juniores, Rodrigo, de 20 anos, é o novo titular da zaga central, ocupando a vaga de Alex Oliveira que tinha deixado o time por causa de uma contusão no tornozelo. "O menino está indo muito bem. Jogou os últimos dois jogos e merece continuar", justificou Nelsinho. A Ponte é vice-líder, com 20 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.