Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ponte não sabe explicar a má fase

Após a derrota por 1 a 0 para o São Paulo, na noite de quarta-feira, em Campinas, os jogadores da Ponte Preta voltaram aos treinamentos na tarde desta quinta e o clima era de desânimo, pela má fase no Campeonato Brasileiro.A Ponte não vence desde o dia 19 de setembro, quando fez 2 a 1 sobre o Juventude, em Caxias do Sul. Dentro de casa, o jejum é ainda maior - a última vitória foi no dia 18 de agosto, com o 1 a 0 sobre o Flamengo.Além disso, o ataque da Ponte parou de marcar, deixando o time com apenas 31 gols no campeonato - é o segundo pior do Brasileiro, na frente apenas do Guarani, que tem 27."Infelizmente, estamos vivendo uma situação desfavorável, pois não estamos conseguindo vencer. Mas acredito que nas próximas rodadas o time terá condições de reagir", afirmou o técnico Nenê Santana.Mas a caminhada da Ponte nos próximos dias será complicada. O time de Campinas enfrenta o Santos no dia 16, na Vila Belmiro, e depois faz o dérbi contra o Guarani, no Brinco de Ouro, dia 24 de outubro.Para a partida contra o Santos, Nenê Santana não poderá contar com três jogadores: os zagueiros Gustavo e Luís Carlos, além do atacante Júlio César, que levaram o terceiro cartão amarelo.

Agencia Estado,

07 de outubro de 2004 | 16h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.