Ponte paga salários e busca reforços

Como diz o velho ditado, "depois da tempestade sempre vem a bonança". É justamente o que está acontecendo na Ponte Preta. Depois de viver um verdadeiro inferno astral, com perdas de pontos na justiça, debandada de seus principais jogadores e atletas entregues ao departamento médico, parece que as coisas começam a clarear no estádio Moisés Lucarelli.O penúltimo colocado no Campeonato Brasileiro, com apenas 11 pontos, começa a ressurgir das cinzas. A primeira medida será o pagamento de dois meses de salários atrasados aos jogadores até domingo, quando enfrentam o Vitória pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, em Salvador.Além disso, reforços devem aparecer no Majestoso nos próximos dias. O presidente Sérgio Carnielli esteve reunido com empresários ao longo da semana, sendo provável que três jogadores sejam apresentados - um deles, um atacante estrangeiro.O nome mais provável é o do uruguaio Juan Ortiz, de 21 anos. Revelado pelo Racing, de Montevidéu, o jogador esteve emprestado ao Cerro, também do Uruguai, no primeiro semestre deste ano.O bom ambiente vivido fora do campo tem trazido bons fluídos. O técnico Abel Braga praticamente definiu o time que enfrenta os baianos no domingo. A maior novidade será a entrada do lateral-esquerdo Ronildo no meio campo em substituição a Luizinho Vieira. No ataque, Roger ganhou a vaga de Sérgio Alves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.