Ponte perde jogo e vantagem na 2ª fase

A Ponte Preta desperdiçou a chance de chegar em segundo lugar no Grupo 1 do Campeonato Paulista ao perder em casa, no estádio Moisés Lucarelli, para o Rio Branco, por 2 a 1, de virada, neste domingo à tarde. Apesar da derrota, o time campineiro se classificou à outra fase como terceiro colocado e vai enfrentar o Paulista, em Jundiaí, em jogo único. O Rio Branco ficou em quinto lugar, com 12 pontos e se despediu da competição.Mas a Ponte Preta encontrou mais dificuldades do que esperava. O Rio Branco se fechava bem na defesa e ainda saía rapidamente nos contra-ataques, chegando a ameaçar duas vezes o goleiro Lauro. O atacante Roger, escalado no lugar de Anselmo, machucado, não tinha boa atuação e Weldon tinha dificuldade para encontrar um espaço entre os zagueiros adversários. No meio-campo, Piá e o ala André Cunha tentavam abrir espaços, mas o time não tinha poder de penetração.O campo molhado também dificultava o toque de bola e parecia que o primeiro tempo terminaria sem gols. Mas aconteceu a surpresa: o zagueiro Rafael Santos se aventurou pelo lado esquerdo do ataque e cruzou na medida para a cabeçada forte de Weldon. Ponte, 1 a 0, aos 41 minutos.A Ponte voltou para o segundo tempo determinada a liquidar o jogo. E teve três chances reais, todas elas com Roger. Aos 7, ele se precipitou e ficou sem ângulo; aos 10 cabeceou na trave e aos 12 esteve sozinho na frente do goleiro Adilson, mas não conseguiu marcar. O castigo veio em seguida. Aos 13 minutos, o volante Almir se viu sozinho na intermediária e chutou forte sem chances de defesas para o goleiro Lauro.A Ponte redobrou seus esforços e quase desempatou aos 23 minutos, quando Weldon desviou de cabeça, após a cobrança de falta de Waguinho. O Rio Branco parecia não acreditar muito no goleiro Lauro, porque continuava chutando. Paquito arriscou de longa distância com muita força e virou o jogo aos 27 minutos. Depois disso, só deu o time campineiro no ataque, principalmente com Rafael Ueta e Kléber nos lugares, respectivamente, de Marcus Vinícius e Romeu. A Ponte ficou apenas com Ângelo de volante e não empatou por pouco. Weldon teve duas grandes chances e o goleiro Adilson ainda fez duas boas defesas.

Agencia Estado,

14 de março de 2004 | 18h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.