Ponte Preta acerta a saída de Jorginho e pensa em Argel

Sem esperança de brigar pelo acesso no Campeonato Brasileiro da Série B e preocupado em iniciar o planejamento para 2011, a direção da Ponte Preta confirmou, neste domingo, a saída do técnico Jorginho. Ele ficou desgastado após a últimas três derrotas sofridas pelo time - para Ipatinga (2 a 1), Bragantino (1 a 0) e Santo André (2 a 0).

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 22h05

Estas derrotas deixaram o time campineiro com 45 pontos, em oitavo lugar, sete pontos atrás do América-MG, o quarto colocado. O desligamento de Jorginho foi de comum acordo, ratificado neste domingo após uma reunião entre as partes. "É preciso dar uma chance para a Ponte Preta tentar algo diferente com alguém que tenha mais sorte. Capacidade e dedicação de minha parte não faltaram, mas talvez tenha faltado sorte e desejo isso ao novo técnico, até porque ainda tenho certeza de que a Ponte tem atletas capacitados e pode subir neste ano", afirmou o treinador.

A diretoria já começou a trabalhar em busca de um novo comandante para a reta final da Série B. Três nomes estão sendo analisados, mas o coordenador de futebol Wanderley Paiva preferiu não revelar. Nem disse quem vai dirigir o time contra o Vila Nova, nesta terça-feira, em Campinas, na abertura da 32.ª rodada.

O primeiro nome na lista do presidente Sérgio Carnielli é Argel Fucks, que acabou de subir o Criciúma da Série C para a Série B. O ex-zagueiro de Grêmio, Internacional, Palmeiras e Cruzeiro já trabalhou no futebol paulista, tanto no Mogi Mirim como no Guaratinguetá. É jovem e tem um perfil vencedor.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaJorginhoArgel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.