Divulgação
Divulgação

Ponte Preta acerta com Felipe e Bady para substituir Renato Cajá

'Vamos passar por uma reconstrução', diz Guto Ferreira

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2015 | 18h41

A Ponte Preta anunciou nesta segunda-feira a contratação dos meias Felipe e Bady, que estavam no Atlético Paranaense. Ambos têm vínculo até o final do ano e chegam para suprir a ausência de Renato Cajá, negociado com o Sharjah FC, dos Emirados Árabes Unidos.

Como a Ponte Preta terá uma semana cheia para trabalhar, a expectativa é que a dupla esteja à disposição do técnico Guto Ferreira para o duelo contra o Joinville, no próximo final de semana, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nos últimos oito jogos, a equipe só ganhou uma vez, somou cinco pontos e caiu das primeiras para a 10.ª posição, com 17 pontos.

"Vamos passar por um processo de reconstrução. Mas acho que atingiremos nosso objetivo que é ficar entre os dez primeiros colocados. Pelo que sei nosso orçamento é o menor da competição, talvez seja parecido ao do Goiás", afirmou Guto Ferreira.

Felipe, que já passou pelo Palmeiras e pelo Guarani, realizou exames médicos e físicos nesta segunda-feira e depois assinou contrato. Segundo Guto Ferreira, ele "é um meia-atacante e não de armação como era o Cajá". Bady seria mais adequado para vestir a camisa 10 do time, por isso é aguardado com ansiedade.

Revelado pelo Rio Preto, Bady se destacou no São Bernardo no Campeonato Paulista de 2013. Emprestado pelo time do ABC, foi bem no América-MG, na Série B da mesma temporada. De volta ao time paulista, foi novamente um dos destaques no Paulistão e acabou vendido ao Atlético Paranaense, onde não conseguiu repetir a boa fase. Fez apenas oito jogos em toda a temporada.

A negociação de Renato Cajá foi confirmada no último sábado, após a derrota da Ponte Preta para o Atlético Mineiro por 2 a 0 em casa. O Sharjah FC pagou a multa rescisória de US$ 2 milhões (pouco mais de R$ 6 milhões) e acertou com o jogador. O time de Campinas terá direito a 40% do valor da compra - cerca de R$ 2,4 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.