Divulgação/Ponte Preta
Divulgação/Ponte Preta

Ponte Preta aguarda registro no BID para anunciar reforços

Fágner e Wellington Tanque, que estavam na Coreia do Sul e no Japão, respectivamente, chegam para reforçar time campineiro

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 21h48

Sem dinheiro para apostar em reforços de renome para o ataque, a Ponte Preta fechou o elenco que disputa o Paulistão com dois novos nomes, nesta terça-feira. A diretoria espera oficializar as chegadas dos atacantes Fágner e Wellington Tanque, que atuaram no futebol asiático nos últimos anos. O time de Campinas depende agora apenas do registro no Boletim Informativo Diário (BID).

Os dois novos reforços teriam sido indicados por um diretor e foram avalizados pelo técnico Guto Ferreira, acostumado a trabalhar com jogadores jovens e de potencial. Este é o perfil que o clube tem procurado: jovens com boa condição técnica e capazes de evoluírem gradualmente no time.

Embora seja completamente desconhecida no cenário nacional, a dupla chega com números promissores. Atacante de velocidade e muita mobilidade, Fágner, de 26 anos, é um dos destaques do Busan Ipark, que disputa a primeira divisão da Coreia do Sul. Formado na base do Sport, ele passou por Ypiranga-PE e Salgueiro.

A outra novidade é o atacante Wellington, também de 26 anos, que atuou nas últimas duas temporadas pelo Shonan Bellmare, clube que conquistou o acesso na última divisão de acesso do Japão. O jogador ficou conhecido com Wellington Tanque por conta de seu porte físico e também por seus potentes chutes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.