Divulgação/Ponte Preta
Divulgação/Ponte Preta

Ponte Preta anuncia atacante Zé Roberto e chega a cinco reforços que eram do Mirassol

Atacante que foi carrasco do São Paulo no Campeonato Paulista é contratado para disputar o Brasileiro da Série B

Redação, Estadão Conteúdo

05 de agosto de 2020 | 11h43

A Ponte Preta surpreendeu na manhã desta quarta-feira ao anunciar o atacante Zé Roberto visando a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. O atleta estava no Mirassol e foi essencial na vitória do clube contra o São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista marcando dois gols no triunfo por 3 a 2. Ele já está em Campinas (SP) para a realização dos exames médicos.

O atacante, que assinará até o final da Série B, teve uma passagem curta pela Ponte Preta em 2016, na qual atuou cinco jogos sob o comando do técnico Eduardo Baptista. Foi em 2019, porém, que Zé Roberto teve grande destaque quando foi vice-artilheiro da Série B - com a camisa do São Bento, marcou 14 gols em 33 partidas.

Os bons números o levaram a ser contratado pelo Atlético Goianiense, porém participou de apenas um jogo antes de deixar o clube de Goiânia para atuar nos Emirados Árabes Unidos, onde permaneceu cinco meses. De volta ao Brasil, Zé Roberto começou a treinar no Mirassol para manter a forma e acabou inscrito pelo time para a fase final do Paulistão, se transformando em carrasco do São Paulo.

REFORÇOS

Durante a paralisação do Paulistão por conta da pandemia do novo coronavírus, a equipe alvinegra contratou oito jogadores: os zagueiros Luizão e Rayan, o lateral-esquerdo Ernandes, os volantes Luis Oyama e Neto Moura, o meia Camilo e os atacantes Osman e Moisés.

Desses, apenas Osman e Moisés já estrearam com a camisa da Ponte Preta. Isso porque os demais haviam disputado o Paulistão por outros clubes. Cinco deles pelo próprio Mirassol: Ernandes, Luis Oyama, Neto Moura, Camilo e, agora, Zé Roberto.

A estreia da Ponte Preta na Série B está marcada para este sábado contra o América-MG, às 21 horas, no estádio do Canindé, em São Paulo. Isso porque Campinas ainda não pode receber jogos por conta da pandemia da covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.