Ponte Preta aposta na psicologia

O técnico Abel Braga vai continuar na Ponte Preta até o final do Campeonato Brasileiro. E na sua apresentação, nesta terça-feira à tarde, ele tratou de conversar bastante com os jogadores. Sem perspectivas de melhorar na parte técnica, a idéia é reforçar o lado psicológico. Ele já tem o modo que o time precisa se apresentar para quebrar o jejum de oito jogos sem vitória. ?A Ponte deve ser sempre um time guerreiro, de garra, de amor à camisa", repetiu sem parar. Ele aproveitou para explicar aos jogadores que aceitou o desafio de continuar dirigindo o grupo, mas pediu empenho dobrado de todos. ?Se o time está num momento ruim, todos têm culpa, não é só o técnico", comentou o meia Adrianinho, barrado nos últimos jogos. O objetivo, agora, é motivar, de novo, o elenco e ficar longe da zona do rebaixamento. O time volta a jogar, dia 14, contra o Atlético-MG, no Mineirão. O único problema é o volante Roberto, sentindo dores na virilha, que deve ficar no departamento médico por alguns dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.