Ponte Preta bate Mirassol em casa por 2 a 0 e retoma a vice-liderança

Time de Campinas tira lugar do Santos e equipe derrotada se complica na zona de rebaixamento

Agência Estado,

14 de abril de 2013 | 20h48

CAMPINAS - A Ponte Preta retomou a vice-liderança do Campeonato Paulista na noite deste domingo. Muito superior ao Mirassol, o time campineiro venceu por 2 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, em partida válida pela penúltima rodada. O atacante Chiquinho marcou os dois gols e foi o principal nome da partida.

Na rodada anterior, a Ponte havia perdido a invencibilidade na temporada para o Palmeiras, por 2 a 1, mas mostrou poder de reação e chegou aos 37 pontos, seguido de perto por Mogi Mirim e Santos. Já o Mirassol continua na zona de rebaixamento, com 15 pontos, e não depende apenas de suas forças para continuar na elite do Estado. Terá que vencer o Linense, em casa, e ainda torcer por derrota de um de seus concorrentes - Ituano, São Bernardo e Paulista.

A Ponte Preta quis mostrar que a derrota para o Palmeiras não abalou e começou em cima do Mirassol, abrindo o placar logo aos nove minutos. Chiquinho recebeu de Baraka e bateu colocado, no ângulo de Emerson. Golaço. Na sequência, o atacante cruzou e o goleiro saiu errado, rebatendo nos pés de Bruno Silva. O volante, porém, pegou mal de primeira e isolou.

Os visitantes encontravam muitas dificuldades de furar o sistema defensivo alvinegro e por isso apostavam nas bolas aéreas. Aos 39, Pio soltou a bomba em cobrança de falta e viu o chute passar raspando a trave de Edson Bastos, que já estava batido no lance.

Assim como no primeiro tempo, a Ponte foi muito superior ao Mirassol, que insistia nas bolas aéreas. Bruno Silva teve duas grandes oportunidades de balançar as redes adversárias, sendo que em uma delas acertou o travessão. Aos 42 minutos, Chiquinho invadiu a área e bateu rasteiro. A bola passou por baixo do goleiro Emerson, que falhou no lance. O time visitante assustou em chute de André Cassaco, mas Edson Bastos fez grande defesa.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, às 16 horas, pela última rodada. A Ponte Preta se despede contra o Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, enquanto o Mirassol luta pela permanência na elite diante do Linense, no José Maria de Campos Maia.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 2 X 0 MIRASSOL

PONTE PRETA - Edson Bastos; Artur, Wescley (Diego Rosa), Ferron (Diego Sacoman) e Uendel; Baraka, Bruno Silva, Cicinho e Chiquinho; Rildo (Éverton Santos) e Alemão. Técnico - Guto Ferreira.

MIRASSOL - Emerson; Augusto (Adilson Bahia), Welton Luis e Gian; Pio (André Cassaco), Mineiro, Leomir; Camilo e Bruno Recife; Caion e Felipe Lima. Técnico - Ivan Baitello.

GOLS: Chiquinho, aos 8 minutos do primeiro tempo e aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Márcio Henrique de Góis.

CARTÕES AMARELOS - Ferrón, Artur, Bruno Silva, Chiquinho e Cicinho (Ponte Preta); Pio (Mirassol).

PÚBLICO - 4.677 pagantes.

RENDA - R$ 33.137,00.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.