JF Diorio|Estadão
JF Diorio|Estadão

Ponte Preta confirma o retorno do meia Renato Cajá

Jogador retorna ao time de Campinas após passagem no Bahia

Estadão Conteúdo

29 de março de 2017 | 17h58

A ansiedade da torcida da Ponte Preta chegou ao fim. Na tarde desta quarta-feira, a diretoria do clube oficializou a contratação do meia Renato Cajá, ex-Bahia, que brilhou no clube em outras passagens. Ele esteve no Estádio Moisés Lucarelli e já assinou contrato por um ano. As bases do acordo não foram reveladas.

Esta será a quarta passagem do jogador de 32 anos pelo time de Campinas. A estreia pode acontecer ainda no Campeonato Paulista, já que a tendência é que ele seja inscrito para as quartas de final, fase para a qual a Ponte está classificada para enfrentar o Santos em jogos de ida e volta. Cajá também será inscrito para a Copa Sul-Americana.

Em comunicado oficial do clube, Cajá disse que recusou propostas melhores para retornar ao time campineiro. "Depois que rescindi no Bahia eu recebi propostas de outros clubes que inclusive eram mais vantajosas do ponto de vista financeiro. Mas escolhi voltar para a Ponte porque quero estar aqui", disse.

Renato Cajá foi revelado nas categorias de base do Mogi Mirim, passando por Ferroviária, Juventude, Al-Ittihad (Arábia Saudita), Grêmio, Botafogo, Guangzhou Evergrande (China), Kashiwa Antlers (Japão), Vitória, Bursaspor (Turquia), Al Sharjah (Emirados Árabes Unidos) e Bahia.

No entanto, seus melhores momentos sempre foram com a camisa da Ponte Preta, clube pelo qual já teve três passagens. A primeira foi em 2008. Depois, teve uma nova passagem entre 2011 e 2012, além de uma mais recente entre 2014 e 2015.

XUXA PERTO

Outro jogador que já tem um pré-contrato assinado é o meia Xuxa, artilheiro do Mirassol, com cinco gols. Ele tem 35 anos e é esperado até o final de semana no Majestoso, mas não poderá disputar o restante do Paulistão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.