Fábio Leoni/Ponte Press
Fábio Leoni/Ponte Press

Ponte Preta curte momento após 1º gol de Emerson Sheik

Atacante, que marcou contra o Sol de América, diz 'que estava merecendo pela dedicação'

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2017 | 18h54

Foram apenas sete jogos. Mas foi o suficiente para transformar o atacante Emerson Sheik em uma referência para a torcida da Ponte Preta. Aos 38 anos, ele festejou muito o seu primeiro gol com a camisa do time de Campinas (SP), marcado na última quinta-feira na vitória por 1 a 0 sobre o Sol de América, do Paraguai, no estádio Moisés Lucarelli, pela rodada de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana.

"Claro que estou feliz pelo gol. Eu já vinha merecendo por toda minha dedicação nos treinos e nos jogos. Veio coroar todo meu trabalho ao clube, sempre com apoio dos meninos. Estou muito feliz, não só pelo gol, mas principalmente por conseguir mostrar um futebol de alto nível na minha idade. Não é fácil. Exige muitos sacrifícios", resumiu o novo ídolo da torcida, que desta vez levou a torcida ao delírio no final do jogo com o chapéu em cima de uma adversário. A caneta - bola debaixo das pernas - continua sendo a sua marca.

O camisa 9 já mostrou que pode ser muito útil ao time nesta temporada. Mas é baixa certa para enfrentar o Avaí, neste domingo, às 19 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele está suspenso com três cartões amarelos e deve ser substituído por Lucca, que não atuou na última quinta-feira por estar suspenso.

O técnico Gilson Kleina também vai ter outras duas baixas importantes. Uma delas é o meia Renato Cajá e a outra é o zagueiro Rodrigo, ambos suspensos por terem sido expulso na derrota para o Palmeiras por 2 a 1, no último domingo. Na defesa, entra Kadu, mas no meio de campo há várias opções. A entrada do meia Léo Artur seria uma delas, mas o volante Jadson também pode aparecer, reforçando o sistema de marcação.

Não vai existir tempo para treinar. Houve apenas um regenerativo no período da tarde desta sexta-feira e está previsto um rápido tático neste sábado, antes da viagem para a capital catarinense. Como perdeu para o Palmeiras, a Ponte Preta espera a reabilitação. Antes deste jogo soma 14 pontos e ocupa uma posição intermediária na tabela de classificação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaEmerson Sheik

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.