Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Ponte Preta demite Doriva e acerta com Marcelo Chamusca, ex-Ceará e Guarani

Diretoria do time de Campinas espera apresentar o novo contratado ainda nesta quarta-feira

Estadão Conteúdo

29 de maio de 2018 | 18h38

Os maus resultados da Ponte Preta derrubaram o técnico Doriva, seu auxiliar Eduardo Souza e coincidiu com o pedido de licença do diretor de futebol Ronaldão de Jesus. No meio de tantas saídas, a diretoria escolheu Marcelo Chamusca, ex-Ceará, para comandar o time na campanha de reação na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B. E espera apresentar o novo contratado nesta quarta-feira.

+ Confira a classificação da Série B do Brasileiro

As negociações já estão praticamente encerradas. Fica a dúvida de quando ele se apresentará em Campinas (SP), talvez a tempo de assumir o time rapidamente. Caso contrário, João Brigatti, auxiliar técnico oficial do clube, assume o comando de forma interina.

O novo treinador vai encontrar o time campineiro em crise e passando por um momento turbulento. Sem vencer há quatro jogos - um na Copa do Brasil e três na Série B -, a Ponte Preta está apenas na 15.ª colocação, com sete pontos, um a mais que o CRB, primeiro integrante da zona de rebaixamento. A diferença para o G4 - a zona de acesso - é de sete pontos.

Marcelo Chamusca ficou poucos dias desempregado. No último dia 21, ele foi demitido do Ceará após a derrota para o Vitória, por 2 a 1, pelo Brasileirão. O treinador estava no clube de Fortaleza desde junho do ano passado, quando conquistou o acesso na Série B. No primeiro semestre de 2018, foi campeão cearense batendo o rival Fortaleza na final. Ao todo são 34 vitórias, 17 empates e 13 derrotas em sua passagem pelo clube alvinegro.

QUEDA

A pressão sobre Doriva aumentou após a péssima atuação e a derrota para o Sampaio Corrêa por 1 a 0, na última segunda-feira, em São Luis, no fechamento da sétima rodada da Série B.

Contratado em março para o lugar deixado por Eduardo Baptista, demitido na reta final do Campeonato Paulista, Doriva iniciou a sua segunda passagem pela Ponte Preta com uma vitória por 3 a 0 sobre o Náutico, pela Copa do Brasil. Depois disso, o treinador comandou a equipe em mais 10 jogos com duas vitórias, dois empates e seis derrotas.

"Gostaria de agradecer a todos pelo apoio e lealdade nesse período de trabalho, desejo do fundo do meu coração que esse trabalho tenha sucesso no final,um grande abraço a todos fica o meu muito obrigado", se despediu Doriva, que teve aproveitamento de 33% na Série B.

Sem ganhar há quase um mês - a última vitória foi no dérbi de Campinas contra o Guarani, no estádio Brinco de Ouro da Princesa -, a Ponte Preta estacionou nos sete pontos. Neste sábado, a Ponte Preta recebe o Oeste, às 19 horas, no estádio Moisés Lucarelli, pela sétima rodada. De novo com portões fechados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.