Ponte Preta desafia o favoritismo do Botafogo no Rio

A Ponte Preta sabe que precisa surpreender e conquistar vitórias inesperadas se quiser permanecer na divisão de elite do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time de Campinas desafia o favoritismo do vice-líder Botafogo, a partir das 21 horas, no Maracanã, pela 24ª rodada.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2013 | 09h05

Na última rodada, a Ponte Preta não conseguiu manter o embalo, perdeu para o Atlético-PR por 1 a 0, em Curitiba, e estacionou nos 19 pontos, ainda na penúltima colocação. Mas o grupo renovou ânimo com a vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Pasto (Colômbia), na quarta-feira, em Campinas, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana - foi a primeira partida internacional do clube, que contou com o apoio de quase 15 mil torcedores no Estádio Moisés Lucarelli.

"Tivemos um contato fascinante com nossa torcida e os jogadores passaram a jogar ainda com mais vontade", contou o técnico Jorginho, ressaltando, porém, a qualidade técnica do adversário deste sábado. "O Botafogo é um excelente time, com um excepcional treinador (Oswaldo de Oliveira) e que briga pela título", completou.

Jorginho terá dois desfalques importantes neste sábado. Artilheiro do time no Brasileirão, com 11 gols, o atacante William levou o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-PR e cumpre suspensão. Enquanto isso, o meia Chiquinho sofreu uma contusão muscular na coxa esquerda e foi vetado pelo departamento médico. Elias e Rafael Ratão devem ser os substitutos.

"Sabemos que vai ser um jogo muito difícil, mas estamos jogando bem. Contra o Atlético-PR, fomos superiores o tempo todo e temos que continuar jogando bem. Esse é o caminho para que as vitórias sejam conquistadas", afirmou Elias.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.