Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Ponte Preta descarta clima de revanche contra o Corinthians

Equipes se enfrentam no sábado, no Itaquerão, pelo Campeonato Brasileiro; times decidiram o Paulistão neste ano

Estadão Conteúdo

05 de julho de 2017 | 19h22

No início de maio, o Corinthians comemorava o título paulista depois de bater a Ponte Preta na decisão em dois jogos. Dois meses depois, os dois times voltam a se enfrentar no sábado, no Itaquerão, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os campineiros, porém, descartam qualquer clima de revanche.

Vice-artilheiro do Brasileirão, com sete gols, e emprestado pelo Corinthians, a Ponte tem que levar como exemplo o jogo de volta, no Itaquerão, que terminou empatado por 1 a 1. Em Campinas, o Corinthians deixou o título encaminhado ao vencer por 3 a 0, no estádio Moisés Lucarelli.

"O primeiro jogo me incomodou bastante, porque fizemos um jogo muito abaixo. Dentro de Itaquera jogamos de igual para igual, bem compactados e arriscamos mais. Ficou um gosto amargo, mas não adianta levar para o coração. Temos que viver o presente, que hoje é o Brasileirão", contou Lucca, que tem seu atestado liberatório preso ao Corinthians.

Nesta quinta-feira, Gilson Kleina é aguardado em Campinas para comandar seu primeiro treino na semana visando o confronto de sábado. O treinador ficou os últimos dias em Curitiba (PR) resolvendo problemas particulares. No sábado perdeu um cunhado.

Para esse jogo, Kleina vai ter as voltas do lateral-direito Nino Paraíba e do volante Elton, poupados no empate sem gols com o Avaí. Também retornarão o zagueiro Rodrigo, o meia Renato Cajá e o atacante Emerson Sheik, que estavam suspensos.

Ainda sem vencer como visitante no Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta está na 11ª colocação, com 15 pontos. E mantém a sua disposição de primeiro se manter na Série A e depois buscar vagas para competições internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.