Divulgação
Divulgação

Ponte Preta dispensa quatro jogadores

Clube libera Advíncula, Fernando, Ramírez e Sarmiento, que não vinham sendo aproveitados

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2013 | 21h04

CAMPINAS - A Ponte Preta tem pela frente nesta quinta-feira uma decisão contra o Vélez Sarsfield, pelas quartas de finais da Copa Sul-Americana, e também continua na briga pela permanência na elite do Campeonato Brasileiro. A diretoria, porém, já começa a pensar na montagem do elenco visando a próxima temporada e dispensou quatro jogadores que não vinham sendo aproveitados. O lateral-direito Luis Advíncula, o volante Fernando e os meias Ramírez e Brian Sarmiento não estavam mais nos planos do técnico Jorginho, tanto que sequer vinham sendo relacionados para as últimas partidas. A diretoria está acertando os últimos detalhes para que as rescisões de contrato sejam assinadas, mas nenhum deles treinará mais com o restante do elenco.

Jorginho ganhou dois problemas para o duelo contra o Vélez Sarsfield. O zagueiro Ferrón e o atacante William sofreram contusão na vitória sobre o Vasco, por 2 a 1, e não devem jogar no torneio sul-americano. O caso mais grave é de William, artilheiro do time na temporada com 29 gols. Ele sofreu um estiramento de grau 1 na parte posterior da coxa direita e deve ficar fora da partida contra Vélez e também contra o Criciúma, neste domingo, pelo Brasileirão. Ferrón ainda tem uma pequena possibilidade de atuar nesta quinta, mas fará tratamento intensivo no tornozelo, após sofrer uma torção. O defensor também já está fora do duelo no interior catarinense porque terá de cumprir suspensão por expulsão.

No ataque, Jorginho deve manter Leonardo, que já substituíra William contra o Vasco. Na defesa, a expectativa é pela volta de César, que vinha se recuperando de lesão. Se ele não tiver condições físicas, as opções seriam Raphael Silva ou a improvisação do volante Baraka. Na luta contra o rebaixamento no Brasileirão, no qual ocupa a 17.ª colocação, com 33 pontos, a Ponte Preta muda o foco para manter o sonho vivo na Sul-Americana. "É uma competição totalmente diferente, não tem nada a ver com o Brasileiro. São duas finais e temos que buscar o resultado em casa", explicou o meia Adrianinho. O jogo de volta contra o Vélez Sarsfield está marcado para o dia 7 de novembro, em Buenos Aires, capital argentina. Antes, porém, o time terá de encarar o Criciúma, pela 32.ª rodada do Brasileirão e considerado outro "jogo de seis pontos" na luta contra o rebaixamento.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.