Ponte Preta é derrotada e desperdiça chance de assumir ponta

Revés sofrido contra o América-MG em casa impede Ponte de alcançar a liderança após empate do Joinville com o Luverdense

Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2014 | 18h37

A Ponte Preta desperdiçou mais uma chance de assumir a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Após empatar com o América-RN, o time campineiro foi derrotado pelo América-MG por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela penúltima rodada.

Com o novo tropeço, a Ponte perdeu a oportunidade de retomar a ponta e ficar perto do primeiro título da sua história porque o líder Joinville apenas empatou neste sábado. Pelos resultados deste sábado, a Ponte segue com 68 pontos, dois atrás do time catarinense, que empatou por 1 a 1 com o Luverdense, em casa.

Apesar do vacilo deste sábado, a Ponte Preta ainda tem chance de ser campeã. Para tanto, precisa vencer o Náutico na rodada final, no próximo sábado, e torcer para o Joinville perder do Oeste no mesmo dia. Os dois primeiros colocados da tabela já estão garantidos na Série A em 2015.

Já o América-MG segue na briga para também conquistar o acesso. Ao vencer a Ponte, subiu para o sexto lugar e chegou aos 58 pontos, apenas um a menos que o Boa Esporte, quarto colocado.

O JOGO

Mais uma vez, toda atmosfera dava a entender que a Ponte dominaria do começo ao fim, mas não foi o que aconteceu. Logo aos seis minutos, o América-MG surpreendeu e carimbou a trave de Roberto em chute de fora da área de Renan Oliveira. Com uma postura muito mais ofensiva do que na terça, o time campineiro esteve perto de abrir o placar duas vezes em finalizações de Roni e Cafu, que começaram a tornar o goleiro João Ricardo um dos destaques da partida.

Com Renato Cajá ligado na partida, os donos da casa conseguiram dominar o meio-campo e jogaram em cima do adversário, principalmente após o anúncio no sistema de som do empate parcial do Joinville, até o intervalo. O camisa 1 do América-MG precisou aparecer mais uma vez em chute colocado de Roni para levar o empate para os vestiários. 

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro, com o time visitante carimbando a trave. Desta vez, foi Obina quem arrancou suspiros da torcida após finalização cruzada. A Ponte Preta apostou na intensidade pelo lado direito para tentar chegar ao gol. Pelo setor, os donos da casa chegaram inúmeras vezes, mas não conseguiram concluir.

A tensão e o nervosismo começaram a pairar sobre o Moisés Lucarelli, foi aí que o time mineiro aproveitou para ir pra cima e abrir o placar. Aos 28 minutos, em contra-ataque, Mancini tabelou com Gilson e tocou na saída de Roberto. No meio da área, Juninho tentou fazer o corte, mas colocou contra a própria meta.

Na base do desespero, a Ponte Preta tentou ir para cima, mas sofreu para penetrar na defesa adversária. A chance mais clara veio em jogada de Cafu, mas o goleiro João Ricardo apareceu bem para defender.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 x 1 AMÉRICA-MG

PONTE PRETA - Roberto; Rodnei, Gilvan, Tiago Alves e Juninho; Adilson Goiano (Nathan), Fernando Bob e Renato Cajá (Thomás); Roni (Rodolfo), Cafu e Rafael Costa. Técnico: Guto Ferreira.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Pablo, Adalberto, Vitor Hugo e Raul (Renato Santos); Leandro Guerreiro (Thiago Santos), Andrei Girotto, Gilson e Renan Oliveira (Mancini); Willians e Obina. Técnico: Givanildo de Oliveira.

GOL - Juninho (contra), aos 28 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

CARTÕES AMARELOS - Fernando Bob e Thomás (Ponte Preta); Vitor Hugo, Raul, Andrei Girotto e Gilson (América-MG).

RENDA - R$ 114.255,00.

PÚBLICO - 6.211 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPonte PretaAmérica-MG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.