Ponte Preta e São Bento ficam num 2 a 2 ruim para ambos

Num jogo bastante movimentado, Ponte Preta e São Bento empataram por 2 a 2, na noite deste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, pela quarta rodada do Paulista. O resultado foi ruim para ambos os times - a Ponte soma apenas quatro pontos em quatro jogos, na 12ª posição, enquanto que a equipe sorocabana tem só dois pontos e ocupa o 16.º lugar.O objetivo da Ponte era esquecer a derrota para o São Caetano por 2 a 1. O São Bento vinha de empate fora com o América por 1 a 1. O primeiro tempo foi equilibrado, mas o sistema de criação da Ponte Preta era muito negativo. Os visitantes aproveitaram bem a falha defensiva para abrir o placar aos 30 minutos. Ismael tentou recuar de cabeça para Aranha, mas Michel roubou a bola e na sobra ela ficou para o atacante Roberto Santos completar para as redes. Na comemoração, ele imitou um macaco e recebeu cartão amarelo. ?Este gol é uma vingança para a ex-diretoria da Ponte, que era falsa e sem transparência?, acusou o atacante, que teve uma passagem pelo time campineiro em 2004 e ainda tem salários atrasados. No segundo tempo, a Ponte empatou logo aos quatro minutos, após cobrança de escanteio. O goleiro Rafael não cortou e Finazzi desviou de cabeça. O gol da virada foi parecido. Depois de escanteio, a defesa não cortou e Finazzi apareceu no segundo pau para completar de carrinho, aos 16 minutos. Mas a defesa ponte-pretana voltou a falha aos 26 minutos. Após escanteio, ninguém cortou e o zagueiro Rogelio tocou de cabeça no canto direito de Aranha. Na quarta-feira, a Ponte Preta enfrenta o Palmeiras, às 21h45, no Majestoso. O São Bento recebe em Sorocaba o Juventus, às 20h30.Ficha técnica:Ponte Preta 2 x 2 São BentoPonte Preta - Aranha; Ismael (Josimar), Anderson e Emerson; Johnathan, Ricardo Conceição, João Marcos, Julian e Wellington (Dic); Anderson Luiz (Jailton) e Finazzi. Técnico: Wanderley Paiva.São Bento - Rafael; Emerson, Fábio Lima, Rogélio e Patrick; Everton, Thiago Almeida, Denis e Michel (Sérgio Júnior); Roberto Santos (Ferdinando) e Davi (Elias). Técnico: Freddy Rincón. Gols - Roberto Santos, aos 30 minutos do primeiro tempo; Finazzi, aos 4 e aos 16, e Rogélio, aos 26 minutos do segundo. Árbitro - Roger Arias da Cunha. Cartões amarelos - Roberto Santos, Anderson e Finazzi. Renda - R$ 15.843,00. Público - 1.839 pagantes. Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2007 | 20h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.