Ponte Preta empata em casa e avança na Copa do Brasil

Time ponte-pretano fica no 0 a 0 com o Figueirense e agora encara o Americano pelas oitavas de final

AE, Agencia Estado

22 de abril de 2009 | 21h43

Com um empate sem gols na noite desta quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, contra o Figueirense, a Ponte Preta se classificou às oitavas-de-final da Copa do Brasil após oito anos de jejum. No jogo de ida tinha empatado, por 2 a 2, e o time campineiro poderia empatar até por um gol para avançar.

 

Veja também

Copa do Brasil - tabela Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A última vez que a Ponte alcançou as oitavas aconteceu em 2001, ano em que chegou às semifinais e acabou eliminada pelo Corinthians. O time da capital, mais tarde, perderia o título para o Grêmio. Classificado, o time de Campinas vai enfrentar o surpreendente Americano, que eliminou o Botafogo.

Nesta quarta, Ponte e Figueira não fizeram um grande primeiro tempo, mas criaram uma boa chance para cada lado. Aos 21 minutos, Pedrinho encheu o pé e o goleiro Aranha evitou o gol catarinense. Aos 32, após boa troca de passes, André quase fez para a Ponte Preta. O goleiro Wilson fez boa defesa.

No segundo tempo, a Ponte Preta intensificou a pressão e só não fez seu gol graças as grandes defesas de Wilson. Ele defendeu dois chutes fortes de Rogerinho, sendo que um acertou a trave, e uma cabeçada à queima-roupa de Gum. O Figueirense ainda colocou uma bola na trave, mas não conseguiu alterar o placar.

PONTE PRETA 0 X 0 FIGUEIRENSE

Ponte Preta - Aranha; Guilherme, Gum, Jean e Alessandro (Dezinho); Deda, Wiliam, Tinga e André; Rogerinho e Danilo Neco (Deyvid). Técnico: Marco Aurélio.

Figueirense - Wilson; Dieyson, Toninho e Schmöller (Jairo); Lucas, Carlinhos, Roger Bernardo, Pedrinho (Maicon) e Anderson Pico; Schwenck e Rafael Coelho (Marcel). Técnico: Roberto Fernandes.

Cartões amarelos - Rogerinho, Wiliam (Ponte Preta); Carlinhos, Schmöller (Figueirense).

Cartão vermelho - Roger Bernardo (Figueirense).

Árbitro - Sandro Meira Ricci (DF).

Renda - R$ 36.502,00.

Público - 4.489 pagantes.

Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.