Marco Dantas/Ponte Preta
Marco Dantas/Ponte Preta

Ponte Preta empata sem gols com o Nacional-AM e se classifica na Copa do Brasil

Com grandes defesas, os goleiros foram os destaques do jogo em Manaus

Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2018 | 21h34

A Ponte Preta garantiu a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil com um empate sem gols contra o Nacional-AM, nesta terça-feira, na Arena Amazônia, em Manaus. O jogo foi realizado no final da tarde na capital amazonense, que tem duas horas de diferença de fuso horário em relação a Brasília. Os dois goleiros foram os destaques.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil

Pela nova fórmula de disputa da Copa do Brasil, o time de melhor qualificação no ranking da CBF garante classificação mesmo com empate na partida única da primeira fase. Desta forma, os paulistas administraram o resultado para garantir a vaga.

O primeiro tempo foi movimentado, mas sem gols. Precisando da vitória, o Nacional-AM não jogou recuado e buscou incomodar a Ponte Preta, chegando até a exigir algumas defesas do goleiro Ivan. No entanto, quem mais trabalhou no primeiro tempo foi Valverde, arqueiro do time amazonense. Ele evitou a abertura do placar em três situações com defesas importantes - primeiro em chute de Tiago Real, depois em cabeçada de Léo Artur e, em seguida, em outro cabeceio, desta vez de Renan Fonseca.

Na segunda etapa, a Ponte Preta seguiu pressionando e parando nas boas defesas de Valverde, principalmente em jogadas de bola parada, em que os zagueiros do time de Campinas (SP) levavam vantagem sobre a marcação, conseguindo finalizar com perigo.

O time da casa ainda buscava contra-atacar, mas tinha dificuldades para criar jogadas de perigo. Como o empate favorecia a Ponte Preta, o time paulista evitou partir para o ataque e se abrir, correndo riscos desnecessários. Mesmo assim, Ivan fez duas grandes defesas e garantiu o empate e a classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.