Ponte Preta encara o Inter para carimbar vaga na elite

A Ponte Preta precisa de uma simples vitória para se garantir na elite do Campeonato Brasileiro e não querendo aumentar o drama do torcedor, o time espera conquistá-la neste domingo contra o Internacional, às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 35.ª rodada.

AE, Agência Estado

11 de novembro de 2012 | 08h37

Os comandados de Guto Ferreira apostam no bom momento atuando em seus domínios. Após a derrota para o Grêmio por 1 a 0, a diferente entre Ponte Preta e Sport, primeiro da zona de rebaixamento, caiu de dez para sete pontos. Com 43 pontos e na 14.ª colocação, o time campineiro ainda está ameaçado. Nas próximas rodadas, os adversários são Bahia (fora), São Paulo (casa) e Portuguesa (fora).

A última vez que a Ponte Preta perdeu no Moisés Lucarelli foi no dia 15 de agosto para o Bahia, por 2 a 0. Depois fez bem a lição de casa: venceu Portuguesa, Atlético Goianiense, Náutico, Santos e Cruzeiro, além dos empates diante de Figueirense, Botafogo e Vasco. Sob o comando de Guto Ferreira, o time tem 100% de aproveitamento diante de sua torcida - bateu Náutico, Santos e Cruzeiro.

Mesmo com o adversário tendo jogadores consagrados - Leandro Damião, Dagoberto, D''Alessandro e Diego Forlán -, a Ponte Preta promete se impor diante do Internacional, principalmente pelo fato de estar atuando em casa.

O zagueiro Ferron convocou os torcedores, que devem comparecer em bom número devido a promoção feita pela diretoria. Quem estiver com a camisa do clube pagará apenas meia-entrada (R$ 10,00). "Nos últimos jogos em casa, nós colocamos nosso ritmo. Tentaremos fazer da mesma maneira contra o Inter. Vamos jogar diante da nossa torcida. Nosso torcedor tem feito a diferença nesta reta final. Espero que eles compareçam. Se a torcida apoiar como tem apoiado, temos grandes chances de conquistar a vitória", afirmou.

Contra o Internacional, o técnico Guto Ferreira terá as voltas do goleiro Edson Bastos e dos laterais Cicinho e Uendel, que cumpriram suspensão. O goleiro entra no lugar de Roberto, enquanto que o lateral-direito assume a vaga Tiago Alves, que atuou improvisado no setor diante do Grêmio. Uendel fica apenas como opção no banco de reservas. Os desfalques ficam por conta do meia Marcinho, que torceu o tornozelo no treinamento da última quinta-feira, e do atacante Luan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Rildo será o companheiro de Roger no ataque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.