JF Diorio/Estadão - 05/09/2013
JF Diorio/Estadão - 05/09/2013

Ponte Preta entra com representação contra árbitro Wagner Reway

Clube se sentiu prejudicado por erros na partida contra o Palmeiras

Estadão Conteúdo

26 de junho de 2017 | 20h34

A atuação do mato-grossense Wagner Reway na derrota da Ponte Preta para o Palmeiras, por 2 a 1, no último domingo, em Campinas, ainda continua dando o que falar nos corredores do estádio Moisés Lucarelli. Com o clube se sentindo prejudicado, o departamento jurídico vai entrar com uma representação na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

As principais reclamações dos ponte-pretanos são do lateral invertido que acabou originando o primeiro gol do Palmeiras e das expulsões do zagueiro Rodrigo e do meia Renato Cajá. Além disso, o árbitro relatou na súmula que um copo plástico foi jogado no campo por um torcedor.

O departamento jurídico tem como objetivo fazer com que Wagner Reway não seja escalado em mais nenhum jogo da Ponte Preta. Além disso, a diretoria vai lembrar que o mesmo árbitro prejudicou o time em 2012, no empate com o Flamengo, por 2 a 2, também em Campinas, pelo Brasileirão daquele ano.

Enquanto isso, o elenco alvinegro troca o "chip" e foca no jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana contra o Sol de América-PAR, às 19h15 da quinta-feira, no Moisés Lucarelli.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.