Guilherme Dorigatti/Divulgação
Guilherme Dorigatti/Divulgação

Ponte Preta espera aproveitar clima positivo da Sul-Americana no Brasileirão

Após vitória sobre Deportivo Pasto, equipe vai otimista para jogo contra o Botafogo, no Rio

AE, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 21h04

CAMPINAS - Passada a euforia da Ponte Preta pela vitória sobre o Deportivo Pasto-COL, por 2 a 0, o clube espera transportar o ambiente positivo para o Campeonato Brasileiro. A primeira partida contra um clube estrangeiro, em um torneio oficial, selou de vez a trégua entre torcida e time. Como o jogo da volta vai acontecer só o mês que vem, as atenções estão voltadas para o confronto contra o Botafogo, sábado, às 21 horas, no Rio, pela 24.ª rodada do Brasileirão.

A festa proporcionada pelos quase 15 mil torcedores presentes no Estádio Moisés Lucarelli, recorde do clube no ano, ganhou o reconhecimento até mesmo do tetracampeão Jorginho.

Para o treinador da Ponte, o papel da torcida foi fundamental para motivar ainda mais os jogadores. "A torcida deu um grande exemplo de acreditar, de torcer, de motivar e empurrar os jogadores. De coração, eu agradeço a torcida por todo o apoio", elogiou.

Agora, Jorginho espera que esta atmosfera positiva possa ajudar o clube a deixar a penúltima posição do Brasileirão, onde possui 19 pontos. E para piorar, o adversário será o vice-líder Botafogo, dentro do Maracanã. "A forma como jogamos foi muito positiva. Tenho confiança total na reação daqui para frente", destacou o técnico.

Para o jogo de sábado, a Ponte pode ter dois desfalques importantes. O artilheiro William recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Atlético-PR, por 1 a 0, e terá de cumprir suspensão. Enquanto isso, o meia Chiquinho deixou o jogo contra o Deportivo Pasto com dores musculares e ainda é dúvida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.