Fabiana Fantini/Ponte Press
Fabiana Fantini/Ponte Press

Ponte Preta espera por meia da Chapecoense e promete reformular o elenco

Empate sem gols com o Sampaio Corrêa não foi bem recebido pelo presidente José Armando Abdalla

Estadão Conteúdo

01 Março 2018 | 19h26

O início ruim de temporada não preocupa apenas a torcida da Ponte Preta. Após o empate sem gols com o Sampaio Corrêa-MA, na quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, pela terceira fase da Copa do Brasil, o presidente José Armando Abdalla admitiu que o elenco precisa ser reformulado para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil

A reformulação, inclusive, já começou e o clube acertou a contratação do meia Lucas Mineiro, que chega por empréstimo da Chapecoense até dezembro. Os seus salários serão divididos entre os dois clubes. Abdalla revelou também que tentou repatriar o lateral Danilo Barcelos, um dos poucos destaques na campanha que culminou com o rebaixamento no ano passado.

"Estamos trabalhando para trazer reforços e ter outro plantel para a Série B. Acabando o Campeonato Paulista vai ser feito um balanço do que não funcionou. Fomos atrás do Danilo Barcelos e o Atlético-MG não liberou de jeito nenhum", disse o mandatário pontepretano, admitindo que alguns jogadores estão deixando a desejar, mas evitou citar nomes. Os mais criticados pela torcida são o meia Léo Artur e o atacante Silvinho.

Enquanto a diretoria segue trabalhando em busca de reforços, Eduardo Baptista tem pouco tempo para definir o time que vai enfrentar o Bragantino, na próxima segunda-feira à noite, em Campinas, pela décima rodada do Paulistão. Com dez pontos e na terceira colocação do Grupo B, a Ponte precisa da vitória para não correr o risco de entrar na zona de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.