Ponte Preta esquece futebol bonito

A ordem na Ponte Preta é continuar vencendo, mesmo sem mostrar bom futebol. O técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, lembrou isso logo após a vitória apertada sobre a Portuguesa Santista, por 2 a 1, sábado à tarde, no Majestoso. Este foi a segundo resultado consecutivo do time campineiro dentro do Campeonato Paulista, que serviu para distanciar da zona do rebaixamento. A Ponte, agora, soma 13 pontos e, segundo os cálculos da diretoria precisa de mais duas vitórias, ou seis pontos, para evitar o rebaixamento. Por isso mesmo, a expectativa é por uma nova vitória em casa, no próximo sábado, quando receberá a Internacional de Limeira. "É a situação que nos vimos: evitar a Série A-2. Depois vamos nos preocupar em dar um padrão ao time", diz o técnico Vadão. Para o próximo jogo ele não poderá contar com o volante Henrique, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Mas, o técnico poderá aproveitar para estrear o volante Luciano Santos, contratado há duas semanas e que chegou ao clube com seis quilos acima do seu peso normal. O elenco se apresenta nesta segunda-feira à tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.