Ponte Preta faz contas para não cair

A confiança está de volta ao Majestoso, após três vitórias consecutivas no Campeonato Paulista. Mas o técnico Vadão prefere ser cauteloso e alertar seus jogadores para o fantasma do rebaixamento. O treinador continua trabalhando com um número alto para evitar a queda para a Segunda Divisão: 22 pontos. Até os matemáticos do clube acreditam que entre 18 e 20 pontos o time já estará fora da zona de perigo. "Mas não sou matemático e nem posso pensar como tal. O futebol reservas surpresas e não podemos dar sopa para o azar", justifica.No sábado à noite a Ponte fez 2 a 0 sobre a Internacional, em Campinas. Antes a Ponte já tinha vencido, também em casa, a Portuguesa Santista, por 2 a 1, e o Rio Branco, em Americana, por 1 a 0. Com 16 pontos, o time ainda não atingiu a meta estabelecida pela sua comissão técnica.Talvez, por isso, os jogadores não tiveram nem tempo de comemorar o último triunfo. Eles se apresentaram no domingo cedo para exercícios de desintoxicação. Ganharam folga à tarde, mas voltam aos treinos nesta segunda-feira cedo, quando participarão de um tático seguido de coletivo. O time já será confirmado para o jogo contra o Marília, terça-feira, em Marília. Em princípio sem mudanças e dentro do esquema 4-4-2. O volante Henrique cumpriu suspensão automática, mas deve ser apenas opção no banco de reservas. A delegação deixará Campinas no início da tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.