Náutico
Náutico

Ponte Preta fica duas vezes à frente no placar, mas sofre revés do Náutico em reencontro com torcida

Equipe pernambucana acumula nova vitória e se recoloca na briga pelo acesso

Redação, Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2021 | 18h15

A Ponte Preta esteve duas vezes à frente do placar durante o reencontro com a torcida, na tarde deste sábado, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, mas não soube segurar a vitória e tomou a virada do Náutico, por 3 a 2, pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Marcos Júnior e Rodrigão fizeram os gols paulistas, enquanto Caio Dantas, Murillo e Rafael Ribeiro anotaram para os pernambucanos.

A Ponte vinha de oito jogos sem derrota em casa. Além de perder a invencibilidade como mandante, chegou a quatro partidas sem vitória na Série B e caiu para o 16º lugar, com 34 pontos, a quatro da zona de rebaixamento. O Náutico, por outro lado, obteve a terceira vitória consecutiva e se manteve vivo na briga pelo G-4, a zona de acesso à primeira divisão. Os nordestinos estão na nona colocação, com 44 pontos, a seis do quarto colocado.

O primeiro tempo foi intenso e com três gols. A Ponte Preta começou em cima, mas sem criar grandes chances. O Náutico manteve a calma e preparou a resposta. Aos 19 minutos, Djavan encheu o pé e exigiu grande defesa de Ivan. Três minutos depois, Rafael Ribeiro acertou o travessão do clube paulista.

A Ponte também soube se controlar e quando respondeu, foi certeira. Camutanga afastou mal, Marcos Júnior dominou na entrada da área e bateu rasteiro para vencer Anderson e abrir o marcador aos 32 minutos. O Náutico empatou na sequência, aos 39 minutos. Desta vez, foi André Luiz quem errou. Caio Dantas pegou a bola e tocou por cima de Ivan.

O gol voltou a acordar os mandantes. Moisés foi o primeiro a tentar em chute que desviou em Camutanga e quase entrou aos 44 minutos. Logo em seguida, aos 45, Rodrigão acertou a trave do Náutico. Aos 46, o atacante mandou para as redes. Após escanteio, Rodrigão acertou uma cabeçada sem chances para Anderson e deixou a Ponte na frente.

A intensidade do jogo se manteve no início do segundo tempo. Logo aos 5 minutos, o Náutico empatou. Murillo recebeu passe de Jean Carlos e bateu na saída de Ivan. O Náutico manteve o ritmo e virou aos 21 minutos. Jean Carlos bateu escanteio e Rafael Ribeiro subiu mais do que todos para cabecear para as redes. A Ponte ainda tentou o empate, mas esbarrou em Anderson e na falta de pontaria.

Na 31ª rodada, a Ponte visitará o Remo no domingo (24), às 16 horas, no Baenão, em Belém (PA). No mesmo dia e horário, o Náutico receberá o Vasco nos Aflitos, em Recife (PE).

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 2 x 3 NÁUTICO

PONTE PRETA - Ivan; Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Rafael Santos; André Luiz (Yago), Marcos Júnior (Matheus Anjos) e Léo Naldi (Camilo); Richard (Iago), Rodrigão (João Veras) e Moisés. Técnico: Gilson Kleina.

NÁUTICO - Anderson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga (Yago) e Júnior Tavares; Djavan (Matheus Trindade), Matheus Jesus (Marciel) e Jean Carlos; Jaílson (Giovanny), Caio Dantas e Murillo (Álvaro). Técnico: Hélio dos Anjos.

GOLS - Marcos Júnior, aos 32 minutos, Caio Dantas, aos 39 minutos, Rodrigão, aos 46 minutos, do primeiro tempo. Murillo, aos 5, e Rafael Ribeiro aos 21 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Camutanga, Matheus Jesus e Anderson (Náutico).

ÁRBITRO - Jefferson Ferreira de Moraes (GO).

RENDA - R$ 58.890,00.

PÚBLICO - 2.701 pagantes (2.732 no total).

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.