Ponte Preta finalmente deve receber dinheiro do empréstimo de Ferrugem

A Ponte Preta finalmente pode ver a cor do dinheiro referente ao empréstimo do volante Ferrugem ao Corinthians no ano passado. O clube cobra na Justiça cerca de R$ 500 mil, que ainda não foram pagos pelo time da capital. Ferrugem permaneceu emprestado ao Corinthians de abril até dezembro de 2014. Atualmente ele defende o Vissel Kobe, do Japão, dirigido pelo técnico brasileiro Nelsinho Batista.

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2015 | 19h33

Nesta segunda-feira, dirigentes corintianos entraram em contato com a Ponte Preta e finalmente se comprometeram a acertar o pagamento. Uma renegociação será feita para que o Corinthians possa pagar o valor parcelado. O número de vezes em que será realizado o pagamento, porém, ainda não foi decidido.

Ferrugem foi contratado em abril por empréstimo até o final do Campeonato Paulista de 2015 pelo valor de R$ 600 mil. Na negociação, o Corinthians se comprometeu a pagar em cinco parcelas - entrada e mais quatro vezes -, os valores de agosto, setembro e outubro, entretanto, não foram pagos.

Depois de contatos diretamente com o Corinthians, a Ponte Preta resolveu entrar com uma ação na 6ª vara Cível de Campinas, que determinou que o clube deverá pagar cerca de R$ 512 mil ao clube campineiro. O valor é referente a três parcelas de R$ 100 mil, somadas aos juros de 1% ao mês, honorários jurídicos e uma multa de R$ 20 mil.

Sem convencer no Corinthians, Ferrugem foi contratado pelo Vissel Kobe, do Japão no início deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaCorinthiansFerrugem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.