Ponte Preta joga mal, mas consegue vencer o Rio Claro

Mesmo sem jogar bem, a Ponte Preta venceu o Rio Claro por 2 a 0, neste sábado à noite, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Os gols da vitória saíram apenas no final do jogo, com Josimar e Finazzi. Desta forma, o time ponte-pretano se reabilitou da derrota no primeiro jogo e soma três pontos, empatando com o Rio Claro. Estes gols inauguraram oficialmente o novo placar eletrônico do Majestoso, anunciado com pompa pela diretoria. O painel tem 3 m x 5 m e está localizado entre as duas torres do estádio. Antes do jogo, porém, houve uma gafe: a administração não executou o hino nacional como manda o artigo 25, parágrafo 5.º, do regulamento do Paulistão. A Ponte pode ser multada pela falha. Mas erros mesmos foram vistos dentro de campo. A Ponte não soube como escapar da marcação do visitante, que se dispôs a se defender para explorar os contra-ataques. No primeiro tempo, o Rio Claro criou três chances de gols contra apenas uma da Ponte. Na etapa final, o time visitante se apresentou melhor, principalmente na parte física, e merecia ter vencido. No final, porém, acabou castigado quando sofreu os gols. O primeiro gol foi marcado por Josimar, aos 39 minutos, escorando de cabeça o cruzamento da linha de fundo feito por Pará. Nos acréscimos, aos 46, Anderson Luiz ajeitou e Finazzi completou para as redes confirmando sua fama de artilheiro. Na terceira rodada, a Ponte Preta vai jogar no ABC, contra o São Caetano, quarta-feira, às 19h30. No mesmo dia, o Rio Claro vai até Bauru enfrentar o Noroeste, às 20h30, no Estádio Alfredo de Castilho. Para o próximo jogo, o técnico Wanderley Paiva promete armar a Ponte num esquema parecido com o que o Rio Claro jogou neste sábado. "A prioridade do Rio Claro foi fechar o time e se defender, como todos os que jogam fora de casa. Agora nós vamos fazer a mesma coisa no nosso próximo jogo e tentar vencer um contra-ataque." Ficha técnica: Ponte Preta 2 x 0 Rio Claro Ponte Preta - Aranha; Dionísio (Josimar), Zacarias, Anderson e Dic; Ricardo Conceição, Ismael (Carlinhos), João Marcos e Castor (Pará); Anderson Luiz e Finazzi. Técnico: Wanderley Paiva. Rio Claro - Luis Henrique; Gerson, Daniel Rossi e Andrei; Baiano, Vieira, Vagner, Adãozinho (Douglas Peruíbe) e Renan; Luciano (Vinícius) e Vidinha (Mirandinha). Técnico: Paulo Roberto. Gols - Josimar, aos 39, e Finazzi, aos 46 minutos do segundo tempo. Juiz - Paulo César de Oliveira. Cartão amarelo - João Marcos, Castor, Zacarias, Vidinha e Baiano. Cartão vermelho - Baiano. Renda - R$ 25.145,00. Público - 2.258 pagantes. Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.