Fabio Leoni/Ponte Press
Fabio Leoni/Ponte Press

Ponte Preta libera e zagueiro Kadu viaja para fechar com time turco

Jogador está indo para o Göztepe Spor Kulübü

Estadão Conteúdo

31 de julho de 2017 | 19h18

A passagem do zagueiro Kadu pela Ponte Preta chegou ao fim. Nesta segunda-feira, o defensor foi oficialmente liberado para viajar para a Turquia e realizar exames médicos no Göztepe Spor Kulübü. Desta forma, o time de Campinas não conta mais com ele e já cogita a contratação de um novo integrante para a zaga.

Com 31 anos, Kadu assinou com a Ponte Preta no ano passado, em princípio, por empréstimo do Grêmio. Mesmo machucado, ele permaneceu no clube. Os valores da transação não foram confirmados, mas deve render algo perto de R$ 500 mil para o clube.

Com as chegadas de Marllon, Yago, Rodrigo e Luan Peres, o zagueiro se tornou apenas a quinta opção do técnico Gilson Kleina. Como Yago ainda se recupera de lesão e Rodrigo, recentemente, enfrentou problemas de suspensão, Kadu chegou a ser titular do clube campineiro no Brasileirão.

Kadu é o segundo defensor que Ponte Preta libera em poucos meses de diferença. Antes, o também experiente Fábio Ferreira já tinha sido afastado do elenco e chegou a negociar com Criciúma e Paysandu, sem acordo com ambos.

Com um jogo a menos, já que a partida contra o Fluminense, no último domingo, foi adiada pela morte do filho do técnico Abel Braga, a Ponte Preta ocupa a 11ª posição do Brasileirão, com 21 pontos. O time volta a campo nesta quarta-feira, às 21h, diante do Vitória, no Barradão, em Salvador, pela 18ª rodada.

O elenco treinou nesta segunda, fará um rachão na terça cedo e segue depois para a capital baiana. Gilson Kleina já confirmou as voltas do lateral-esquerdo Danilo Barcelos e do atacante Maranhão, que não atuaram da vitória por 3 a 1 sobre o Sol de América, pela Copa Sul-Americana, por não estarem inscritos. A única dúvida está no meio-campo entre Léo Artur e Renato Cajá.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaKadu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.