Marco Dantas/Ponte Preta
Marco Dantas/Ponte Preta

Ponte Preta mantém confiança na base e paga premiação por vaga na Copa do Brasil

Equipe de Campinas se classificou no torneio após empate com o Nacional-AM, fora de casa

Estadão Conteúdo

07 de fevereiro de 2018 | 20h02

Apesar do pessimismo de alguns, o presidente da Ponte Preta, José Armando Abdalla, demonstra confiança no processo de renovação pelo qual passa o elenco neste início de temporada. Tanto que após o time garantir a sua vaga na segunda fase da Copa do Brasil já autorizou pagar uma premiação a cada jogador. "Quando eles chegarem de Manaus já vão ver o dinheirinho na conta. Todos que estão trabalhando estão com salários em dias e continuamos trabalhando para manter este cenário positivo", garantiu.

Ele não revelou o valor da premiação, mas é certo que o clube, por pertencer ao Grupo II no ranking da CBF, vai receber R$ 800 mil. A vaga foi confirmada, na última terça-feira, com o empate sem gols contra o Nacional-AM, na Arena Amazônia. O seu próximo adversário é a Internacional, de Limeira (SP), que eliminou o Rio Branco-AC, em casa. Este duelo vai ser disputado em Campinas (SP), no estádio Moisés Lucarelli, também em jogo único.

José Armando Abdalla confirmou que o Campeonato Paulista vai ser usado como experiência para a garotada revelada na base. O time tem atuado com 40% formados em casa. É uma forma encontrada para baixar as despesas com salários, tendo em vista que com o rebaixamento no Campeonato Brasileiro para a Série B, o time deixa de trabalhar com um orçamento de R$ 44 milhões e deve ter só R$ 18 milhões para toda temporada.

ARBITRAL

O dirigente esteve presente na última terça-feira no Conselho Arbitral da Série B e se mostrou satisfeito por não ter o dérbi contra o Guarani em casa sido marcado nas cinco primeiras rodadas, quando o clube vai cumprir suspensão pelas confusões e invasão de campo ocorridas na partida diante do Vitória, no ano passado. O primeiro clássico será realizado na quarta rodada, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, com torcida único. A Ponte Preta receberá o rival na 23.ª rodada, pelo returno.

Por outro lado, discordou da divisão igualitária das receitas aos clubes, argumentando que deveria ser respeitado o ranking da CBF, onde o clube ocupa a 16.ª posição. Mas se rendeu à votação que deu 10 a 8 a favor da divisão igual, que dará a cada clube a quantia de R$ 6.030.000,00. Mas espera-se arrecadar mais R$ 4 milhões pela venda de pay-per-view.

A delegação só chegou de Manaus no início da noite desta quarta-feira, sendo dispensada para retornar aos treinos nesta quinta. Daí começa a pensar no confronto diante do Novorizontino, neste sábado, às 16h30, em Campinas. Este jogo faz ter a promoção Futebol Sustentável da Federação Paulista de Futebol (FPF) com a troca de três mil ingressos. O torcedor faz a troca por duas garrafas pets e faz o seu cadastramento.

Com sete pontos, a Ponte Preta é vice-líder do Grupo B, mas tem o desafio de pontuar em casa, onde perdeu duas vezes - para Linense e Santos. Os pontos que tem na tabela de classificação foram conquistados longe da torcida.

Tudo o que sabemos sobre:
Ponte PretaCopa do Brasilfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.