Ponte Preta muda e vai jogar no 3-5-2

A Ponte Preta busca a reabilitação no Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h50, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com 41 pontos, o time de Campinas está em terceiro lugar e continua na briga pela liderança - o Santos tem 44.Mas o primeiro objetivo é apagar a má imagem deixada na derrota para o Corinthians, por 2 a 0, na rodada passada. "Precisamos apertar a marcação, diminuir os espaços do adversário e manter a atenção até o final do jogo", disse o técnico Nenê Santana.A idéia inicial era manter o mesmo esquema 4-4-2, que vem funcionando bem. Mas os desfalques vão obrigar Nenê a mudar isso. A contusão do meia Flávio, com estiramento muscular na virilha, já era uma baixa esperada. Vânder seria seu substituto, mas sentiu uma lesão muscular no músculo adutor da coxa direita e também acabou vetado pelo departamento médico. Uma alternativa seria a entrada do volante Ricardo Conceição, mas o técnico optou pela volta do zagueiro Alexandre, totalmente recuperado de contusão. Assim, a equipe jogará no 3-5-2. Uma preocupação de Nenê é com o rendimento do setor ofensivo, porque o time continua com saldo de oito gols negativos - marcou 25 e sofreu 33 gols. A maior esperança continua sendo Weldon, artilheiro do time com oito gols, que parece cada vez mais distante do clube - ele tem proposta do futebol europeu. Por enquanto, Weldon continua na Ponte e joga nesta quarta-feira. Mas a diretoria do clube já se preparou para substituí-lo, ao contratar o atacante Kleyr, de 22 anos, que estava no elenco da Portuguesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.