Ponte Preta muda o esquema de jogo

A Ponte Preta mudou o esquema para o jogo contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 21h50, no estádio Moisés Lucarelli. Com a volta do capitão Marcus Vinícius, que substituirá o zagueiro Gustavo e irá jogar no meio-de-campo, o time de Campinas vai atuar no 4-4-2, no lugar do 3-5-2 que vinha sendo utilizado. Esta alteração tática já tinha sido anunciada pelo técnico Nenê Santana, insatisfeito pelo rendimento do time no empate de 1 a 1 com o Atlético-MG, domingo, em Campinas. Mais descontente ainda ficou o zagueiro Gustavo, que nem treinou na manhã desta terça-feira, quando ficou sabendo que não iria ser o titular. Ele pode, inclusive, ser punido pela diretoria. Apesar da entrada de um volante e da saída de um zagueiro, a Ponte não muda tanto sua maneira de atuar. Marcus Vinícius cumpriu suspensão e volta para jogar bem à frente dos zagueiros Alexandre e Luís Carlos, protegendo a defesa. O elenco da Ponte está preocupado com o reencontro com o técnico Estevam Soares, pois ele dirigia o time antes de se transferir para o Palmeiras. E conhece bem os segredos ponte-pretanos. Mas Nenê Santana avisa: "Agora nós temos mais velocidade na saída de bola, temos um melhor toque de bola no meio-campo, o que permite as triangulações pelas laterais e duas opções de velocidade no ataque, com o Weldon e Júlio César". Com 45 pontos, a Ponte está em 6º lugar no Campeonato Brasileiro - o Palmeiras tem 47 e o líder Santos está com 48. Por isso, a expectativa é de uma vitória em casa, onde o time de Campinas tem bom retrospecto na competição, para superar um rival direto na briga pelo título.

Agencia Estado,

31 Agosto 2004 | 14h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.