Divulgação
Divulgação

Ponte Preta não se importa de jogar feio, mas quer pontuar contra o Cruzeiro

Equipe paulista está na 15ª posição e precisa vencer para se afastar da zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2017 | 06h50

Em recuperação no Campeonato Brasileiro, onde cada jogo é considerado uma decisão, a Ponte Preta espera ter uma boa atuação e pontuar diante do Cruzeiro, neste sábado, às 16 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, em jogo isolado e antecipado da 28.ª rodada. O técnico Eduardo Baptista não confirmou o time, mas Artur entra na lateral esquerda e Fernando Bob retorna ao meio de campo.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Sem Mano, Cruzeiro encara Ponte em busca de motivação para resto do campeonato

+ Tudo sobre esportes

Para o técnico, que fechou os portões dos treinos durante toda a semana, "nós vivemos um momento onde o importante é pontuar. Não importa se jogando bem ou não". Ele lembra que o adversário é forte, vem da conquista do título da Copa do Brasil, mas acha que a Ponte Preta "precisa se superar" como fez diante do Flamengo, na vitória por 1 a 0 na última segunda-feira, em Campinas (SP).

A meta continua se afastar da zona do rebaixamento, onde o time paulista só esteve uma vez, justamente na 25.ª rodada. No momento tem 31 pontos e ocupa a incômoda 15.ª posição. Está 10 pontos atrás do time mineiro, em quinto lugar.

"A diferença realmente é muito grande, mas dentro de campo o que vale é a superação. É desta forma que vamos escapar desta situação", disse o experiente Emerson Sheik, confirmado ao lado do artilheiro Lucca. Este é o artilheiro do time com 10 gols e no último jogo perdeu um pênalti, defendido por Diego Alves. Por coincidência, Lucca marcou o gol da vitória, por 1 a 0, sobre o mesmo Cruzeiro no primeiro turno. Na época, de forma surpreendente, o técnico Mano Menezes escalou um time praticamente reserva.

Com relação ao time, a principal novidade é o lateral-esquerdo Artur, que foi o escolhido para substituir Jeferson, suspenso com três cartões amarelos. Ele não atua desde o dia 9 de junho, quando a Ponte Preta empatou por 1 a 1 com o Gymnasia La Plata, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. Depois disso, foi afastado do grupo pelo ex-técnico Gilson Kleina. Na semana passada, porém, foi reintegrado ao elenco e, de repente, escalado como titular. A justificativa é que ele já disputou mais de 30 jogos pela Série A, incluindo Ponte Preta e o Internacional, clube ao qual tem vínculo.

Talvez para testar seu novo titular, a comissão técnica o escolheu como o entrevistado na coletiva após o recreativo realizado nesta sexta-feira. "Estou muito feliz e vou dar o máximo para corresponder a confiança do meu treinador". Dentro do esquema tático armado, Artur terá ainda a cobertura tanto do volante Wendel como de Danilo Barcelos, escalado pelo lado esquerdo na segunda linha.

No meio de campo, Fernando Bob volta após cumprir suspensão automática. Ele deve entrar no lugar de Jorge Mendoza e formar a linha de quatro ao lado de Elton, Wendel e Danilo Barcelos. Não pode ser descartada a entrada de outro volante, Jean Patrick, que marcou o gol da vitória sobre o Flamengo. Certamente ele entrará durante o jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.