Nelson Antoine/AP
Nelson Antoine/AP

Ponte Preta pensa em Marcelo Cabo e Vadão para o lugar de Eduardo Baptista

Ex-técnico da seleção feminina não trabalha desde os jogos do Rio-2016

Estadão Conteúdo

01 de dezembro de 2016 | 20h40

A diretoria da Ponte Preta já sabe que não vai contar com o técnico Eduardo Baptista para a próxima temporada. Ele esteve reunido, nesta tarde, em São Paulo, com dirigentes do Palmeiras, recebeu uma proposta considerada irrecusável em termos financeiros e atraente por ter dois anos de duração. O anuncio oficial da saída vai acontecer nesta sexta-feira cedo, quando toda a direção vai participar de uma entrevista coletiva.

Marcelo Cabo, campeão pelo Atlético-GO, e Osvaldo Alvarez, o Vadão, ex-seleção brasileira feminina, encabeçam a lista de opções do clube campineiro.

Eduardo Baptista não confirmou a reunião na capital. Limitou-se a dizer que recebeu um contato, mas que não "foi nada além disso". No entanto, deixou transparecer que o acordo entre as partes está definido, restando somente a oficialização pela direção da Ponte Preta.

"Houve somente um contato, mas mais do que isso, como uma proposta oficial. Quando realmente ocorrer algo, com certeza, vou comunicar a direção da Ponte Preta. Fico feliz de ser lembrado. Mas tenho um compromisso com a Ponte Preta até o final do ano e amanhã (sexta) cedo estarei comandando os treinos normalmente" afirmou Baptista, no início da noite.

O seu nome foi cogitado durante o Brasileirão pelo Corinthians, após a demissão de Cristóvão Borges. Na época, ele nem cogitou a mudança, por ter um compromisso verbal com o clube campineiro, do qual é torcedor. Filho de Nelsinho Baptista, ele nasceu em Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.