Ponte Preta perde Marcelo Lomba e Wanderson para a sequência do Paulistão

O técnico Guto Ferreira recebeu duas péssimas notícias, nesta quinta-feira, na Ponte Preta. O goleiro Marcelo Lomba teve uma fratura na costela confirmada, após a realização de exames médicos, e não deve mais atuar neste Campeonato Paulista. E também não poderá mais escalar o atacante Wanderson, devido um imbróglio judicial.

Estadão Conteúdo

19 de fevereiro de 2015 | 19h02

Wanderson marcou o gol da vitória por 1 a 0 da Ponte Preta sobre o Palmeiras, no Allianz Parque. Ele veio emprestado pelo ASA, de Arapiraca, mas existe uma briga jurídica com um dos procuradores do jogador com o clube alagoano. Uma liminar determinou a volta de Wanderson para o ASA.

Embora a diretoria ainda não tenha divulgado um laudo detalhado, a lesão de Lomba aconteceu no mesmo local de uma fratura antiga do goleiro. No ano passado, ele sofreu com uma contusão parecida enquanto defendia o Bahia.

A previsão inicial é de que Marcelo Lomba fique entre dois a três meses afastado dos gramados. Como corre o risco de ficar fora até o final da primeira fase do Paulistão, a Ponte deve valer-se do regulamento para inscrever João Carlos, contratado do Boa, na vaga de Lomba. Os outros goleiros seriam Matheus e Reynaldo. Curiosamente, os três goleiros inscritos já atuaram pelo time em apenas cinco rodadas.

O regulamento determina um limite de três goleiros inscritos no Paulistão. Contudo, em caso de contusão, pode ocorrer a substituição exclusivamente na posição de goleiro.

Após perder um de seus principais jogadores, a Ponte tenta encontrar uma regularidade no Paulistão. Depois do empate com o Linense, por 2 a 2, a Ponte ocupa a segunda posição do Grupo B, com oito pontos. No domingo, o clube recebe o São Bernardo, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.