Ponte Preta prega respeito aos 'reservas' do São Paulo

O São Paulo está focado na Copa Sul-Americana e por isso o técnico Ney Franco sinalizou com a possibilidade de atuar com um time reserva no domingo, contra a Ponte Preta, às 17 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o elenco alvinegro prega respeito aos jogadores que entrarão e garantem foco total no jogo que pode sacramentar de vez a sua permanência na elite.

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 21h05

Um desfalque certo do São Paulo é o atacante Luis Fabiano, que cumpre suspensão pelo terceiro amarelo. Outros titulares serão vetados, mas existe a possibilidade de Paulo Henrique Ganso fazer sua estreia como titular.

Um dos jogadores mais experientes da Ponte, o goleiro Edson Bastos disse quem entrar vai procurar mostrar para a comissão técnica que tem condições de ficar em 2013 e isso pode dificultar ainda mais. "Não é porque o Luis Fabiano está fora que a nossa vida será mais fácil ou que o São Paulo estará mais fraco. Lá tem grandes jogadores que também podem fazer a diferença. Outro ponto é que é final de temporada. Os atletas que entrarem vão procurar mostrar o melhor para permanecer na equipe no próximo ano", destacou goleiro da Ponte.

Contra o São Paulo, o técnico Guto Ferreira deve contar com força máxima. No treinamento desta quarta-feira, o atacante Luan foi poupado pelo departamento médico com dores no púbis, mas não deve ser problema. A Ponte também aposta no retrospecto recente diante de seus torcedores. Sem perder há nove jogos, o time vem de quatro vitórias seguidas, diante de Náutico, Santos, Cruzeiro e Internacional, sendo todas sob o comando de Guto.

Com 46 pontos, a Ponte se encontra na 12.ª colocação e precisa de apenas um empate para não depender de nenhum outro resultado e sacramentar a permanência na elite. O último adversário será a Portuguesa, no dia 2 de dezembro, no Canindé.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.