Ponte Preta promete novos reforços

Vice-líder do Campeonato Paulista, com 13 pontos ganhos, e de olho nas semifinais, a diretoria da Ponte preta faz planos para reforçar seu elenco ainda nos próximos dias. A idéia é trazer, pelo menos, mais dois jogadores até o dia 8 de março, prazo final para as inscrições. Mas tanto a diretoria como a comissão técnica fazem mistério total para esconder os prováveis reforços. As prioridades continuam sendo as duas laterais. Dentro da filosofia do clube existem dois caminhos a percorrer. Um deles é o de se trazer um jogador mais experimentado, com qualidades técnicas reconhecidas. A outra é arriscar, tentando buscar jogadores desconhecidos e que tenham se destacado em seus times de origem e muito bem observados. Diante das dificuldades nas contratações, a diretoria confirmou o empréstimo do lateral direito Gláucio, um mero desconhecido que estava na Caldense-MG. Antes passou por Atlético Goianiense-GO e Lausanne da Suíça. Ele tem 23 anos, começou a carreira no Guarani de Divinópolis, ano passado fez testes no Santos e, agora, foi emprestado até o final do ano com valor do passe fixado em R$ 350 mil. O próprio jogador se mostrou surpreso com a negociação, mas ele vinha sendo observado há algum tempo por olheiros da Ponte. Esta é uma opção barata para tentar solucionar a carência de especialistas para a posição, onde o time conta apenas com o garoto Carlos Alexandre. O técnico Nelsinho Baptista não quis antecipar se o jogador será utilizado já diante do São Paulo, sábado, no Majestoso, porque Carlos Alexandre está suspenso com dois cartões amarelos. O mais provável, porém, é que o meio-campo Dionísio seja improvisado, novamente, pelo setor. "É cedo para falar, mesmo porque o Gláucio acabou de chegar no clube. Ele precisa ganhar ritmo, conhecer o grupo e, principalmente, ter confiança para vestir a camisa da Ponte Preta", comentou o técnico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.