Ponte Preta quebra recorde em Jundiaí e retoma 2.º lugar

Time campineiro quebrou a marca de 1981 como melhor início de temporada

AE, Agência Estado

24 de março de 2013 | 20h37

A Ponte Preta de 2013 já marcou o seu nome na história. Com a vitória sobre o Paulista por 1 a 0, neste domingo, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, pela 14.ª rodada do Campeonato Paulista, o time campineiro manteve a invencibilidade e quebrou a marca de 1981 com o melhor início de temporada. De quebra, os campineiros assumiram a vice-liderança e estão cada vez mais próximos da classificação às quartas de final.

O Paulista, que vinha embalado com a vitória sobre o Guarani em Campinas, por 2 a 1, estacionou nos 17 pontos e está na 11.ª colocação, perdendo a chance de encostar no Linense, oitavo colocado. Já a Ponte Preta, que acumula oito vitórias e seis empates, deixou para trás o Santos e retomou a vice-liderança, com 30 pontos, dois a menos que o São Paulo.

O primeiro tempo foi bastante truncado devido à forte chuva que caiu durante todo o dia em Jundiaí. O gramado cheio de poças d''água prejudicava os dois times, que não conseguiam trocar passes e abusavam dos chutões. Apesar do Paulista ter mais posse de bola, as principais oportunidades foram da Ponte Preta. Aos 18 minutos, Chiquinho cruzou, ninguém desviou e a bola acertou a trave de Richard. Nos minutos finais, Bruno Silva bateu rasteiro e William, dentro da pequena área, chegou completando de carrinho para fora.

O Paulista voltou do intervalo mais ligado e criou os principais lances de perigo. Marcelo Macedo cabeceou com perigo e Edson Bastos apenas observou a bola passar raspando a trave. Quando os donos da casa tinham mais posse de bola e pressionavam, a Ponte Preta abriu o placar em um lance de bola aérea, aos 18 minutos. Chiquinho cobrou falta para dentro da área e William se antecipou ao goleiro Richard, desviando de cabeça. Com oito gols, agora ele lidera sozinho a artilharia do Paulistão.

Depois disso, o time campineiro recuou e conseguiu segurar o resultado positivo, enquanto que o Paulista, duas vezes com Alfredo, esteve próximo do empate.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 15.ª rodada. O Paulista recebe o São Paulo, às 22 horas, novamente no estádio Jaime Cintra. Em Campinas, a Ponte Preta tem um confronto direto contra o Botafogo, às 19h30, no estádio Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA

PAULISTA 0 x 1 PONTE PRETA

PAULISTA - Richard; Thales (Hudson), Dráusio, Lázaro e Rodolfo Testoni; Matheus, Kassado (Alfredo), Chiquinho e Renato Ribeiro; Cassiano Bodini (Flávio) e Marcelo Macedo. Técnico: Giba.

PONTE PRETA - Edson Bastos; Artur, Wescley, Ferrón e Renan; Baraka, Bruno Silva, Cicinho e Chiquinho (Everton Santos); Diego Rosa (Alemão) e William (Diego Sacoman). Técnico: Guto Ferreira.

GOL - William, aos 18 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wescley e Chiquinho (Ponte Preta).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues Guerra.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoPaulistaPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.