Ponte Preta quer 4 pontos em casa

Depois das "cochiladas" no Morumbi, na derrota para o São Paulo, por 3 a 2, a Ponte Preta espera se recuperar nos próximos dois jogos em casa, diante do São Caetano, domingo, e na quarta-feira, de novo, contra o São Paulo, em jogo remarcado pelo STJD devido o escândalo da arbitragem. A meta da comissão técnica é somar, pelo menos, quatro pontos. "Em casa não podemos perder", afirma o técnico Estevam Soares, lamentando a obrigatoriedade de enfrentar, de novo, o São Paulo, porque no dia 2 de julho o time campineiro tinha vencido por 1 a 0. Com 41 pontos, a diretoria calcula necessitar ainda mais 11 pontos para fugir, de vez, da ameaça do rebaixamento. A quarta-feira foi de folga geral, com a determinação da apresentação na quinta-feira, às 10 horas. O técnico vai aguardar uma avaliação do departamento médico, porque Piá e Evando deixaram o jogo com os tornozelos machucados. O lateral direito Rissut cumprirá suspensão por ter sido expulso, mas seu reserva, Luciano Baiano, continua machucado. Por outro lado, o volante Éverton, após cumprir suspensão, estará de volta.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2005 | 15h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.