Ponte Preta quer 'sair do inferno' e voltar a vencer

"Saímos do céu e entramos no inferno". Estas palavras do treinador Gilson Kleina definem o atual momento da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro, que neste sábado enfrenta o São Paulo, às 21 horas, no estádio do Morumbi, pela 18.ª rodada. O time campineiro teve um bom começo de Série A, com cinco jogos de invencibilidade entre a segunda e a sexta rodada. Depois o time caiu de produção e agora vive situação reversa sem vencer há três partidas - duas derrotas e um empate.

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2012 | 09h17

Por isso, o discurso no time campineiro é o de recuperação. E para Gilson Kleina, "o discurso lá no São Paulo deve ser o mesmo", lembrando das três derrotas seguidas sofridas pelo adversário. "Será um jogo onde iremos lá para buscar a vitória. Acredito que a equipe se dedicando poderemos sair com o resultado positivo do Morumbi", afirmou Cicinho, que estava sendo escalado no meio de campo, mas voltará à lateral direita neste sábado.

Gilson Kleina promoverá outras mudanças. O meia Ricardinho ganhou vaga no meio, com o deslocamento de Cicinho. Ainda assim, Marcinho foi barrado do time titular. Substituto imediato, Nikão sofreu uma pancada no pé esquerdo no último treinamento e passou a ser dúvida.

Caso o meia não possa entrar em campo, Luan entrará no time formando o trio de ataque com Roger e Rildo, que volta ao time depois de cumprir suspensão. "É uma opção, mas ainda é muito cedo para definir", concluiu Gilson Kleina.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.