Ponte Preta tem problemas na defesa

De repente o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, ganhou dois problemas para formar a defesa da Ponte Preta que enfrenta o São Caetano, sábado, às 16 horas, no Majestoso, em Campinas. Para buscar a reabilitação dentro do Torneio Rio-São Paulo, a Ponte pode ficar sem dois titulares: o zagueiro Rodrigo e o lateral-esquerdo Elivélton. Os dois não participaram dos treinos, em dois períodos, desta quarta-feira. Rodrigo sente dores na virilha, enquanto Elivélton se recupera de uma contratura muscular na coxa esquerda. O segundo preocupa mais, porque não conseguiu ir até a metade do jogo contra o São Paulo, na última rodada, quando a Ponte foi goleada por 4 a 1. Vadão garante que não vai se precipitar, preferindo aguardar uma posição final do departamento médico na sexta-feira. Alex Oliveira e Eduardo estão de prontidão. O técnico também aguarda, oficialmente, a liberação do meia Caíco, que depende de seu registro na CBF. O clube aguarda um documento do seu ex-clube, o Lugano da Suíça. Se Caíco for liberado, ele poderá fazer sua estréia diante do São Caetano, com o técnico deixando de lado o esquema 4-3-3 para voltar ao tradicional 4-4-2. Lucas deixaria o time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.