Ponte Preta trabalha para melhorar retrospecto como visitante no Brasileirão

Campanha como visitante é fraca: o time só venceu dois jogos

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2016 | 21h00

Com 45 pontos, em décimo lugar e livre da ameaça de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta luta contra um estigma nesta temporada: a fraca campanha fora de casa. Dos 16 jogos disputados como visitante, só venceu dois, empatou quatro e perdeu dez. A chance de diminuir esse retrospecto negativo, de apenas 20% de aproveitamento, será diante do Sport, quinta-feira à noite, na Ilha do Retiro, no Recife.

Para o técnico Eduardo Baptista, a comissão técnica continua trabalhando para melhorar estes números. Mas acha que falta um pouco de maturidade e poder de decisão nos momentos decisivos de finalização. "Quando a gente joga fora a gente cria menos chances de gol e que precisam ser aproveitadas. Um gol muda toda a história de um jogo", explicou.

A preocupação do técnico é que esse retrospecto desmereça a campanha positiva do time, que tem bom aproveitamento em casa, de 75%. "Estamos indo bem em casa, o que é positivo. Tomo muito cuidado para não desmerecer a campanha e os atletas" afirmou, completando que "a campanha segura nos garantiu na elite com sete rodadas de antecedência".

As duas únicas vitórias da Ponte Preta fora aconteceram contra times que ocupam a zona do rebaixamento: 1 a 0 no América-MG e 3 a 0 no Santa Cruz. Foi no Arruda, no Recife, na 14.ª rodada, a última vitória longe da torcida. E isso já faz quatro meses. O time campineiro ainda fará três jogos fora e três em casa.

O time só deve ter uma mudança em relação ao que iniciou o jogo diante do São Paulo e perdeu por 2 a 0, no último sábado. Roger, suspenso com três cartões amarelos, vai ser substituído por William Pottker, vice-artilheiro da competição, com 11 gols. O elenco treinou nesta manhã e à tarde já seguiu para a capital pernambucana. Um treino no centro de treinamento do Náutico está previsto para quarta-feira cedo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.