Ponte Preta traz na bagagem dois lesionados de Vilhena

Priorizando o Campeonato Paulista, a Ponte Preta viajou para enfrentar o Vilhena, pela primeira fase rodada da Copa do Brasil, com um time recheado de reservas. A intenção era não perder jogadores titulares nas rodadas que podem definir a classificação do time para a próxima fase do Estadual. O clube campineiro empatou, por 1 a 1 no interior de Rondônia, na última terça-feira, mas trouxe na bagagem dois atletas lesionados: o lateral João Paulo e o atacante Fábio Santos.

Estadão Conteúdo

04 Março 2015 | 19h25

João Paulo era cotado para assumir a titularidade da Ponte Preta na sequência da temporada e foi para o jogo contra o Vilhena para ganhar ritmo, já que vinha de lesão. O jogador, porém, sofreu uma pancada no mesmo tornozelo que fraturou em 2015 e terá que passar por uma bateria de exames para saber o grau de lesão. Fábio Santos, por sua vez, levou um soco, na trombada com o goleiro Jamilton e teve que levar dez pontos na face. Ele também será reavaliado nos próximos dias.

VOO ATRASADO - A Ponte Preta sofreu com o planejamento de voo na manhã desta quarta-feira, horário que estava marcada o embarque de retorno de Vilhena a Campinas. As condições climáticas fizeram a delegação ir até Cacoal, também no interior rondoniense, onde iriam pegar um avião até Cuiabá, com conexão até o destino final. Este voo, que aconteceria às 14 horas, também atrasou por problemas mecânico com a aeronave. O avião decolou apenas no final da tarde e com chegada prevista ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas, durante a noite desta quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.